Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Influência do estresse na rotina de trabalho – quais as consequências?

Veja quais são as consequências do excesso de estresse no trabalho.

influência do estresse na rotina de trabalho é bem evidente quando paramos para analisá-la. No início, esses impactos podem parecer sutis, mas à medida que o tempo passa, o estresse vai se agravando e tornando a rotina cada vez desgastante e sofrível. Pensar sobre o assunto é o primeiro passo para lidar com esse quadro. Acompanhe para saber mais.

Qual a influência do estresse na rotina de trabalho?

A influência do estresse na rotina de trabalho começa quando a sensação de perda de controle, a baixa produtividade e a autoestima afetada começam a aparecer. No entanto, não são apenas esses os impactos do estresse excessivo. Abaixo apontamos mais considerações sobre o assunto.

1- Baixa produtividade

Quando nos sentimos extremamente estressados, consequentemente o nosso rendimento cai. Isso acontece porque a irritabilidade extrema pode fazer com que cometamos mais erros, de maneira recorrente, induzindo o temido “retrabalho” e atrapalhando todo o desempenho diário.

2- Falta de foco e concentração

Do mesmo modo que a  influência do estresse na rotina de trabalho relaciona-se à produtividade, ela também associa-se à falta de foco e concentração. Os altos níveis de cortisol e a agitação impedem que você consiga manter a atenção em uma atividade, de maneira focada.

3- Sensação de perda de controle

A sensação de perda de controle também é evidente. Parece que tudo começa a dar errado, e que nada sai do lugar, nunca. Isso pode gerar uma carga emocional intensa, e é bastante comum que o sujeito tenha crises de raiva ou de choro.

4- Insatisfação com o trabalho

Sentir-se insatisfeito também é uma das influências do estresse na rotina de trabalho. Parece que nada funciona, e que tudo está extremamente errado e prejudicando os resultados. É claro que, diante disso, deixamos que o emocional fale mais alto, aumentando essa sensação de insatisfação.

5- Queda de autoestima

Devido a todos os impactos acima citados, a queda de autoestima também pode acontecer. O sujeito se sente incapaz de concluir tarefas, e a sensação que tem é de que nada é feito da maneira correta. Logo, sua autoestima cai, culpando excessivamente a si mesmo.

6- Agravamento de desequilíbrios emocionais

Outros desequilíbrios emocionais também podem ser agravados com a presença do estresse excessivo. Aqui, podemos citar questões relacionadas à transtornos de ansiedade ou depressão. Por isso é fundamental buscar auxílio profissional.

O que fazer diante disso?

Ao perceber a forte influência do estresse na rotina de trabalho, não deixe essa situação para ser resolvida depois. Buscar ajuda é muito importante!

E você pode fazer isso de diversas maneiras, como por exemplo:

  • Buscar suporte psicológico, viabilizando um maior equilíbrio emocional e garantindo mais qualidade de vida;
  • Buscar o suporte de um amigo ou pessoa que você confia, pelo menos nos momentos em que está em crise;
  • Desacelerar, para não sobrecarregar a rotina e assim ter a chance de descansar da melhor forma;
  • Priorizar hábitos saudáveis e ações que geram prazer e satisfação pessoal;
  • Não aceitar todo tipo de trabalho e aprender a dizer “não”;
  • Permitir-se uma pausa quando perceber que o estresse está intenso.

Reconhecer o problema é fundamental, pois assim você pode buscar estratégias e caminhos mais promissores. Cuide da sua saúde mental!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.