Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Cota extra do Auxílio Emergencial vai chegar a 1,2 milhão de famílias, veja quem recebe

A previsão é que 1,283 milhão de cidadãos sejam contemplados com a medida, segundo o Ministério da Cidadania.

Homens chefes de famílias monoparentais terão acesso a uma cota extra do Auxílio Emergencial. A previsão é que 1,283 milhão de cidadãos sejam contemplados com a medida, segundo o Ministério da Cidadania.

A iniciativa cumprirá a determinação do Congresso Nacional após derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro. A nova parcela será voltada ao público masculino que não tiveram direito as cotas duplas do programa em 2020.

Veja também: Devolução do auxílio emergencial atinge apenas 12% dos usuários

Na época, as mulheres chefes de famílias monoparentais recebiam parcelas no valor de R$ 1.200. Neste sentido, o pagamento retroativo considerará as cinco primeiras parcelas do programa no valor de R$ 600. Desta forma, como complemento os homens de direito serão contemplados com R$ 3.000.

Vale ressaltar que a iniciativa faz parte dos últimos pagamentos do Auxílio Emergencial, não sendo caracterizada como uma prorrogação. Segundo o governo, o pagamento deve acontecer ainda em dezembro para quem se cadastrou no programa pelo aplicativo Caixa Tem ou pelo site

Os demais beneficiários, atendidos por meio do programa Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família) ou do Cadastro Único (CadÚnico) receberão o pagamento complementar retroativo nos primeiros meses de 2022.

Entretanto, o Ministério da Cidadania ainda vai analisar a situação de cada família monoparental chefiadas pelos pais solteiros. Isso porque, só serão contempladas aquelas cujo o homem não possui cônjuge ou companheira(o), se há pelo menos uma pessoa menor de 18 anos de idade entre os membros, e se não houve concessão de benefício de cota dupla para outra beneficiária.

Contudo, a equipe informou que em breve o usuário do Caixa Tem poderá verificar se terá ou não direito ao benefício extra. Até o momento não foi divulgado um calendário oficial para os novos pagamentos.

Devolução do Auxílio Emergencial tem novo lote de mensagens nesta semana

Na última segunda e terça-feira (20 e 21), o Ministério da Cidadania enviou mensagens de celular (SMS) com o objetivo de orientar os cidadãos sobre a devolução voluntária de recursos pagos indevidamente pelo Auxílio Emergencial.

A notificação foi enviada para mais de um milhão de pessoas que receberam o benefício do Auxílio Emergencial sem ter direito. Elas foram indiciadas pelos órgãos de controle do Governo Federal e agora devem restituir os valores à União.

“Este é o último lote de mensagens a ser enviado no ano de 2021. O objetivo é alcançar um novo público, formado por pessoas identificadas pelos órgãos de controle como indicados a procederem à devolução de recursos do Auxílio Emergencial”, explica o secretário de Avaliação e Gestão da Informação (SAGI) do Ministério da Cidadania, Ronaldo Navarro.

De modo geral, as mensagens foram enviadas para pessoas que:

  • Estava empregada formalmente durante os pagamentos do benefício;
  • Recebia benefícios previdenciários ou assistenciais;
  • Tinha restrição no CPF;
  • Era funcionário de empresas estatais, servidor ou pensionista militares, servidores públicos, entre outros; ou
  • Tinha uma renda que ultrapassava o limite de concessão do programa.

Detalhes da mensagem de SMS

É importante que o cidadão saiba o conteúdo da mensagem que foi enviada bem como outros detalhes do remetente. As informações podem evitar que os respectivos sujeitos caiam em algum golpe.

Antes de qualquer coisa, é preciso saber que as mensagens oficiais do governo foram enviadas pelos números 28041 ou 28042. Além disso, no texto da mensagem possui o CPF do destinatário e um link específico também do governo.

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.