Como trabalhar a escuta ativa na educação infantil?

Como trabalhar a escuta ativa na educação infantil?

Trabalhar a escuta ativa na educação infantil tem sido essencial para que possamos formar pessoas cada vez mais equilibradas emocionalmente. Afinal, é a partir dessa escuta que os pequenos compreendem melhor as suas emoções e passam a lidar com elas de uma maneira eficiente.

Além disso, quando uma criança é escutada da maneira correta, podemos intervir antes que algum tipo de desequilíbrio emocional possa se instaurar. E isso, no longo prazo, faz toda a diferença na vida dela!

Por isso, neste conteúdo apresentamos algumas ideias que podem ser postas em prática na hora de trabalhar a escuta ativa na educação infantil. Acompanhe.

Como trabalhar a escuta ativa na educação infantil?

A educação infantil é uma fase escolar muito importante no desenvolvimento de qualquer sujeito. É ali que a criança tem os seus primeiros contatos sociais; passa a viver maiores frustrações (como a separação dos pais); aprende a lidar com adversidades e constrói novas habilidades.

Por isso, é papel do professor trabalhar a escuta ativa na educação infantil para que as nossas crianças cresçam emocionalmente fortes. Veja, portanto, como você pode começar a colocar isso em prática:

1- Esteja presente nos momentos de brincadeira

Quando a criança estiver brincando de algo que foi dirigido por você, esteja presente nessa brincadeira. Mostre empolgação quando ela quiser encenar alguma coisa e “entre na ideia” que ela propõe.

Essa ação fará com que ela perceba que tem importância dentro daquele contexto, e que pode se expressar por meio da brincadeira.

Nessas situações, fuja do piloto automático!

2- Ouça o que a criança tem a dizer a apenas ajude-a a se expressar

Quando a criança vier lhe contar algo, preste atenção em cada detalhe. Mostre que você está disposto a ouvir o que ela tem a dizer, sem ficar “debochando” de algo. Afinal, você já deve ter percebido que muitos adultos tem a errada postura de rir quando uma criança conta alguma coisa, simplesmente por achar “fofo”.

Só que essa risada envergonha e faz com que o pequeno se feche em seu mundo, ficando longe da escuta ativa. Portanto, comece a ouvir sem ficar tendo reações exageradas ou que constranjam a criança.

E, quando ela não souber usar uma boa palavra para dizer algo, ajude-a a enunciar o que está em sua mente, mas sem deduzir o que ela queria dizer, ok? Faça isso com questionamentos.

3- Permita que a criança faça desenhos e brincadeiras livres

Não fique dirigindo todas as atividades e brincadeiras da criança. Afinal, como você vai trabalhar a escuta ativa na educação infantil se você nem permite que a criança seja espontânea em alguns momentos do dia? Pois é!

Sendo assim, comece a propor um momento de brincadeira livre, ou atividade artística livre, como ouvir música, cantar, desenhar, pintar, recortar, enfim! Deixe a imaginação da criança entrar em ação e observe-a a partir disso.

4- Não fique atropelando a fala da criança

Por fim, e igualmente importante: jamais atropele a fala da criança.

Anteriormente dissemos que você pode ajudar o pequeno a concluir o raciocínio, e sim, você pode, desde que não fique tentando deduzir tudo que a criança quer falar, “atropelando” e acelerando o raciocínio dela.

Deixe-a se expressar à medida que ela consegue. Apenas quando demonstrar muita dificuldade para dizer algo em específico, é que você entra em ação. 😉

Assim, você começará a trabalhar a escuta ativa na educação infantil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.