Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Planejamento Pessoal e Novos Hábitos Financeiros

Análises pertinentes ao seu planejamento financeiro pessoal 

O planejamento financeiro pessoal requer análises pertinentes a sua rotina, ao seu comportamento de consumo e a viabilização de valores para uma poupança.

 No entanto, para que você possa realizar um planejamento financeiro pessoal que seja eficiente é importante que você faça um mapeamento da situação financeira atual.

Verifique seus hábitos de consumo 

Dessa maneira, poderá verificar quais são seus hábitos de consumo que podem ser modificados e direcionar valores para uma poupança, ainda que sejam valores baixos.

Primeiramente, é importante que tenha clareza sobre quais são seus custos fixos e quais são seus custos variáveis. 

Haja vista que esse será o seu ponto de partida para que você possa verificar quais são as possíveis ações que você pode tomar para melhorar suas finanças. 

Separe seus custos fixos e seus custos variáveis 

Sendo assim, separe as contas pertinentes a sua rotina, como consumo de água, fornecimento de energia elétrica, gás, internet , telefone, aluguel, dentre outros. Dessa forma, os demais custos, de forma sucinta, são seus custos variáveis. 

Por conseguinte, verifique possíveis trocas que você pode fazer na sua rotina que irão gerar economia, ainda que seja em longo prazo.

Alimente o hábito de poupar 

Assim sendo, poderá adicionar esses valores economizados para uma poupança, com a finalidade de alimentar esse hábito.

Posteriormente, em seu planejamento financeiro você conseguirá adicionar valores cada vez mais elevados e fixados para uma poupança. Caso queira conhecer estratégias mais aprofundadas para essa finalidade, falamos sobre a metodologia do pote e um método simplificado para a poupança. Sendo assim, para consultá-los basta clicar nos destaques.

Mudanças e trocas inteligentes 

 Além disso, as mudanças não precisam ser muito radicais, apenas precisam ser contínuas e direcionadas. Por exemplo, você pode trocar um cartão de crédito tarifado por um cartão de crédito sem anuidade.

Bem como, pode cancelar uma assinatura de TV a cabo e assinar um streaming. Já que são economias que podem até aparentar valores insignificantes, porém, irão alimentar novos hábitos de consumo, o que certamente fará a diferença em longo prazo.

Direcione os valores economizados para a poupança 

Além disso, é importante que você veja poupança como um hábito e direcione valores sempre que possível para que então o seu planejamento te ampare por diversas vertentes. 

Metas e objetivos direcionados

Dessa forma, poderá alcançar seus objetivos pessoais de forma direcionada, ainda que seja em longo prazo. O importante é que tenha novos hábitos saudáveis em relação às suas finanças pessoais. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.