Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Como a autoestima contribui para o desenvolvimento profissional?

Você já parou para pensar em como a autoestima contribui para o desenvolvimento profissional? E como ela pode fazer você ir mais longe, ou, ficar estagnado no lugar? Pois bem! Se você ainda tem dúvidas quanto a essas questões, acompanhe este conteúdo para saber mais.

Como a autoestima contribui para o desenvolvimento profissional?

A autoestima contribui para o desenvolvimento profissional de diversas formas diferentes. Ela está associada a nossa forma de nos posicionarmos diante das situações, e até mesmo as nossas emoções. Abaixo você encontra mais detalhes:

1- Mais autoconfiança para tomar decisões importantes

Quando temos a nossa autoestima profissional bem equilibrada, tendemos a nos sentir mais autoconfiantes diante das adversidades do dia a dia.

Além disso, na hora de tomar uma decisão importante, sabemos que temos mais capacidade do que imaginamos, o que pode nos dar forças para ir adiante com uma decisão difícil.

Isso impede a procrastinação e, até mesmo, as decisões erradas que se baseiam mais na emoção do que na realidade.

2- Menos impacto negativo diante dos erros

Nós vamos errar ao longo da nossa vida profissional. Não tem como prevenir, 100%, todos os erros.

É claro que muitos erros podem ser evitados, mas, alguns deles só acontecem se tentarmos acertar, não é mesmo?

Assim, a autoestima contribui para o desenvolvimento profissional a partir do momento que os erros não se transformam em um grande abalo em nossas vidas. Afinal, quem tem baixa autoestima pode se culpar por conta de um equívoco, “estacionando” na vida.

3- Emoções mais equilibradas

As emoções também tendem a ser mais equilibradas quando estamos com a nossa autoestima profissional alta. Isso porque:

  • Mesmo que sejamos tímidos, conversar com os colegas de trabalho não será o fim.
  • Não teremos tanto medo de tomar uma decisão importante.
  • Vamos saber lidar com as frustrações em vez de levar isso como um sinal de que somos “fracassados”.
  • Entre outras questões relacionadas à mente e às emoções.

4- Melhor posicionamento na hora de dizer “não”

A autoestima contribui para o desenvolvimento profissional porque aprendemos a dizer “não” sem nos sentirmos culpados por isso.

Quem sofre com a autoestima baixa tende a ter dificuldades para negar algum pedido de alguém. Assim, se sobrecarrega, aceitando todas as demandas alheias e se anulando por isso.

E sabemos, ainda, que essa sobrecarga pode atrapalhar o desenvolvimento profissional, fazendo com que você deixe de lado ações em prol de você, apenas agindo em prol do outro.

5- Não aceitar menos do que merece e assim ter um trabalho mais digno

A autoestima contribui para o desenvolvimento profissional a partir do momento em que sabemos o que podemos aceitar e o que não é digno para nós.

Logo, não aceitamos aquelas demandas ou aquele salário que não condiz com o que somos, nos posicionando e buscando caminhos mais promissores.

Da mesma maneira, não aceitamos que o chefe nos trate mal, apenas porque é o chefe. E reconhecemos que mesmo na posição de colaborador nós temos grandes poderes dentro de uma empresa.

Por isso que devemos desenvolver a autoestima profissional, uma vez que ela pode mudar a nossa vida.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.