Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.5/5 - (8 votes)

Auxílio Brasil libera calendário completo de novembro e dezembro

O Governo Federal já deu início aos repasses da primeira mensalidade do projeto.

O calendário de 2021 do Auxílio Brasil já foi divulgado. O Governo Federal já deu início aos repasses da primeira mensalidade do projeto. O benefício terá valor aproximado de R$ 220 e será depositado nas contas digitais do Caixa Tem.

Veja também: Auxílio Brasil: SAQUE liberado imediatamente para usuários

Calendário do Auxílio Brasil em 2021

Final do NIS Data de pagamento Data de pagamento
1 17 de novembro 10 de dezembro
2 18 de novembro 13 de dezembro
3 19 de novembro 14 de dezembro
4 22 de novembro 15 de dezembro
5 23 de novembro 16 de dezembro
6 24 de novembro 17 de dezembro
7 25 de novembro 20 de dezembro
8 26 de novembro 21 de dezembro
9 29 de novembro 22 de dezembro
0 30 de novembro 23 de dezembro

 

Além dos pagamentos de novembro, é possível que os pagamentos de dezembro ocorram com as mesmas condições, segundo o Ministério da Cidadania. A previsão é que em janeiro de 2022 o benefício passe a ter o valor de R$ 400 e cerca de 17 milhões de pessoas sejam atendidas.

Como sacar o Auxílio Brasil?

Como mencionado, o pagamento será realizado no aplicativo Caixa Tem. Diante disso, o beneficiário deve estar devidamente cadastrado na plataforma. Para acessar o aplicativo, basta informar o número do CPF e inserir a senha.

Ao entrar na aplicativa, basta utilizar o abono na função de débito virtual ou realizar pagamentos pela plataforma. Também é possível sacar o benefício de forma presencial em uma agencia da Caixa, mediante a apresentação de um documento com foto ou informando o código gerado no app.

Quem será beneficiado?

  • Famílias em condição de extrema pobreza (renda mensal de até R$ 100 por pessoa, segundo o padrão atual do governo); ou
  • Famílias em condição de pobreza (renda mensal entre R$ 100,01 e R$ 200 por pessoa, segundo o padrão atual do governo) com gestantes ou pessoas com idade até 21 anos.

Regras de liberação do Auxílio Brasil

  • Ter renda familiar per capita de até R$ 100; ou
  • Ter renda familiar per capita de até R$ 200 (no caso de famílias que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças e/ou adolescentes até 17 anos);
  • Estar inscrito no CadÚnico;
  • Estar com dados atualizados no CadÚnico há, pelo menos, dois anos.

Exigências do Auxílio Brasil

  • Crianças e adolescentes com idade escolar (entre 6 e 15 anos) devem ter, no mínimo, 85% de presença nas aulas;
  • Jovens entre 16 e 17 anos devem ter a frequência mínima escolar igual a 75%;
  • Crianças menores de 7 anos precisam estar com as vacinas em dia e devem comparecer ao posto de saúde para realizar o monitoramento e o acompanhamento do crescimento;
  • Gestantes devem comparecer às consultas de pré-natal e participar de atividades educativas ofertadas pelo Ministério da Saúde sobre aleitamento materno e alimentação saudável;
  • Mulheres 14 a 44 anos de idade devem fazer acompanhamento ginecológico.

Lista dos benefícios do Auxílio Brasil

  • Benefício Primeira Infância: destinado às famílias com crianças entre zero e 36 meses incompletos;
  • Benefício Composição Familiar: pago às famílias com jovens de até 21 anos;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: complemento financeiro para as famílias que recebem benefícios, mas que mesmo assim, a renda familiar per capita não supera a linha de pobreza extrema;
  • Bolsa de Iniciação Científica Junior: disponibiliza 12 parcelas mensais para famílias com estudantes que possuem bom desempenho em competições acadêmicas e científicas;
  • Auxílio Esporte Escolar: destinado a estudantes entre 12 e 17 anos que sejam membros de famílias beneficiárias e que se destacarem nos Jogos Escolares Brasileiros;
  • Auxílio Criança Cidadã: pago ao responsável familiar que consiga emprego e não encontrou vagas em creches para deixar os filhos de 0 a 48 meses;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: viabilizado em até 36 meses para agricultores familiares inscritos no CadÚnico;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: direcionado aos beneficiários do Auxílio Brasil que conseguirem um emprego com carteira assinada;
  • Benefício Compensatório de Transição: pago aos atuais beneficiários do Bolsa Família que forem prejudicados com as mudanças trazidas pelo novo programa.
4.5/5 - (8 votes)
1 comentário
  1. Jaydes Diz

    Parabéns

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.