Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Veja o que já se sabe sobre a nova versão do Bolsa Família

O Governo Federal mal começou os pagamentos do novo Auxílio Emergencial e já está pensando nos pagamentos do novo Bolsa Família. De acordo com informações do próprio Ministério da Cidadania, as reuniões sobre o tema já começaram.

Mas por que tanta pressa? De acordo com membros do Governo a ideia é correr com o novo Bolsa Família para que tudo esteja pronto até, no máximo, o próximo mês de agosto. Este é um prazo importante porque é justamente nesta época que se acabam os pagamentos do novo Auxílio Emergencial

  • JAN/ 2021 – Bolsa Família
  • FEV/ 2021 – Bolsa Família
  • MAR/ 2021 – Bolsa Família
  • ABR/ 2021 – Auxílio Emergencial
  • MAI/ 2021 – Auxílio Emergencial
  • JUN/ 2021 – Auxílio Emergencial
  • JUL/ 2021 – Auxílio Emergencial
  • AGO/ 2021 – Novo Bolsa Família

A principal ideia do Governo é fazer com que os pagamentos do novo Bolsa Família comecem exatamente no mesmo mês seguinte ao fim dos pagamentos do novo Auxílio Emergencial. Mas fazer isso não é de fato uma tarefa fácil sobre o tema.

É que o Governo vai ter que correr se quiser entregar tudo até lá. O maior problema na execução dessa ideia é que o próprio Planalto ainda não sabe como vai mudar o projeto. O Ministro da Cidadania, João Roma, disse em entrevista recente que a ideia é manter o Bolsa Família, mas com mudanças pontuais.

Já o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse também em entrevista recente que o Governo vai mudar tudo no programa. De acordo com ele, nem o nome atual vai se salvar. Para Guedes, o Bolsa Família vai deixar de existir e vai virar o Renda Brasil. Projeto esse que chegou perto de sair do papel no ano passado.

O que se sabe

Seja Bolsa Família ou Renda Brasil, não importa. O objetivo do Governo Federal é mesmo aumentar o tamanho do programa em questão. Nos dois casos, já é certa a ideia de que o Governo vai ter que aumentar o número de pessoas que irão receber o programa.

De acordo com os dados oficiais, mais de 1 milhão de pessoas estão esperando na fila para entrar no Bolsa Família. O Governo poderia portanto fazer com que essas pessoas entrem de vez no programa a partir do próximo mês de agosto.

Além disso, o Governo todo já reconhece que existe a necessidade de aumentar o valor médio do Bolsa Família. Como se sabe, o programa não paga os mesmos valores para todo mundo. A média atual de pagamentos hoje está na casa dos R$ 190 mensais. É justamente esse valor portanto que o Governo quer subir.

Olho no Bolsa Família

Esta não é a primeira vez, no entanto, que o Governo Federal fala em mudanças no programa. Mesmo antes da pandemia e do Auxílio Emergencial, vários membros defendiam mudanças no projeto. Mas essas mudanças  nunca iam para frente com muito sucesso.

No ano passado, já dentro da pandemia, o Presidente Jair Bolsonaro chegou a anunciar que o programa novo chegaria e que esse programa seria fixo. Seria portanto o programa que substituiria o antigo Auxílio Emergencial. Mas diante de tanta pressão, o Presidente desistiu.

Na época, Bolsonaro disse que o auxílio era “muito para quem pagava e pouco para quem recebia”. Por isso, ele disse que o Bolsa seguiria sem mudanças até, pelo menos, o fim do seu mandato. Mas depois disso Bolsonaro já retomou os pagamentos do Auxílio e agora admite um aumento no Bolsa Família.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.