Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Variáveis econômicas impactam o setor de transportes

Variáveis econômicas impactam o setor de transportes. Confira apontamentos oficiais do MME, feitos através do PDE 2031!

O crescimento populacional é fator de incremento de demanda no setor de transportes, por outro lado, o envelhecimento da população brasileira tende a reduzir a demanda por transporte, com pessoas aposentadas não necessitando de locomoção diária ao trabalho, informa o Ministério de Minas e Energia (MME).

Variáveis econômicas impactam o setor de transportes

Outra variável importante é o nível de renda da população, na medida em que uma maior demanda por mobilidade está associada a uma renda maior, ressalta o documento oficial do Ministério de Minas e Energia (MME).

A conectividade e a elevação da locomoção de pessoas

Destaca-se o aspecto da conectividade, que contribui para a mobilidade na medida em que facilita o acesso ao transporte, inclusive individual, mesmo para quem não tem a propriedade dos meios de transporte. Isso tende a aumentar a locomoção de pessoas, inclusive de pessoas de menor renda e de maior idade.

Transporte de passageiros: veículos leves

A demanda por automóveis privados ainda cresce de forma contundente após o fim da pandemia, analisa o documento oficial do Ministério de Minas e Energia (MME).

A elevação das vendas de automóveis 

As vendas de automóveis novos se aceleraram no segundo quinquênio, com o aumento da renda da população aumentando a demanda pelo transporte individual, destaca o PDE 2031. A eficiência de veículos leves novos limita o aumento da demanda energética. 

Eficiência e inovação

O Programa Rota 2030 e a fase L7 do Proconve estimulam ganhos de eficiência, além do sucateamento da frota antiga menos eficiente, segundo o PDE 2031 disponibilizado oficialmente pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

Transporte de passageiros: veículos coletivos

A normalização da mobilidade após a pandemia e a redução das vendas de automóveis elevaram a demanda pelo transporte coletivo.  Ademais, novos projetos de corredores de ônibus e BRT estimulam uma maior utilização do modo pela população em geral, especialmente com o PIB mais elevado, analisa o PDE 2031, conforme divulgação do Ministério de Minas e Energia (MME).

Ônibus elétricos

Apesar da tendência de aceleração, as vendas de ônibus elétricos continuam pouco significativas.  O sucateamento de ônibus mais antigos durante a pandemia exige a compra de novos veículos, que promovem ganhos de eficiência do setor, analisa a divulgação oficial do Ministério de Minas e Energia (MME).

Transporte aéreo de passageiros

O QAV foi indubitavelmente o combustível mais afetado pela pandemia. Apesar das limitações para voos domésticos terem sido minoradas ao longo de 2021, muitos países ainda mantiveram restrições para visitantes internacionais, destaca o Ministério de Minas e Energia (MME) através de divulgação do PDE 2031.

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.