Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3/5 - (2 votes)

SAIU! Novo auxílio de R$ 1.200 para todo o país é aprovado

Atenção, brasileiros! Conforme informado aqui no site, o Projeto de Lei 2099/20, que prevê a criação de um auxílio permanente para mães solteiras no valor de R$ 1.200, foi aprovado recentemente pela Comissão de Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados. Mas quando será liberado?

Conforme apuração oficial do nosso site, a proposta atualmente está estagnada, precisando ainda ser votada pela Comissão de Seguridade Social e Família, pela Comissão de Finanças e Tributação, além da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. Caso receba parecer favorável em todas as casas, será encaminhada ao Senado Federal para então chegar a sanção presidencial.

Quando começam os pagamentos do novo auxílio de R$1.200?

O novo auxílio ainda não foi concedido ou confirmado, sendo assim, não há previsões para o início dos pagamentos ou uma regulamentação definida para o auxílio de R$ 1.200 destinados as mães solos.

De acordo com relatora do PL, a deputada Erika Kokay, a situação econômica do país “Para as mulheres provedoras de famílias monoparentais, é ainda mais dramática, pois, em muitos casos, não contam com o apoio por parte dos pais de seus filhos e ainda assim devem sozinhas sustentar seus lares“, disse.

Quais os requisitos para receber o auxílio?

Como mencionado, terão direito ao auxílio vitalício apenas as mães solteiras que chefiam famílias monoparentais, ou seja, sem ajuda de um companheiro. Mas para isso, ainda é necessário:

  • Ter mais de 18 anos de idade para solicitar o pagamento;
  • Não possuir emprego formal ativo;
  • Não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial;
  • Não receber seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, exceto o Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família);
  • Ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 550 em 2021) ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos (R$ 3.300 em 2021);
  • Estar inscrita no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal).

Auxílio emergencial paga nova parcela

O Ministério da Cidadania anunciou que está realizando um novo lote do auxílio emergencial para os trabalhadores. Os contemplados já podem ter acesso aos recursos.

O benefício será destinado aos cidadãos que tiveram sua contestação aprovada acerca do pagamento da sétima e última parcela do programa. Sendo assim, os beneficiários receberão valores retroativos do Auxílio Emergencial.

Segundo a SECAD, mais de 20 mil segurados que realizaram o pedido de contestação tiveram os seus dados analisados. Desse total, apenas 11.279 foram considerados elegíveis para o recebimento das parcelas retroativas.

3/5 - (2 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

2 Comentários
  1. Anadia Diz

    Tomara Deus pois cortaram minhas parcelas celas desde agosto de 2020 estou esperando um BPC loas pois tenho 66 anos e tive 2 AVC isquemico.. mas tudo bem ei sobrevivo vou mariscar Chopp chão etc….. e não desisto ainda tenho esperanças …dane-se quem sr danar..Viva meu Presidente não sou masoquista gosto não se descuite. .ainda boto fé…..fuiiiiiiii

  2. Vsfd Diz

    Não fala nada que presta 🤬
    Chego no site só tem propaganda enganosa

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.