Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Quando começa o pagamento do Auxílio Brasil? Confira

O novo Bolsa Família será composto por novos benefícios, sendo em sua totalidade nove.

O Auxílio Brasil, novo programa social do Governo Federal, está previsto para ser lançado em novembro deste ano. O projeto integrará várias políticas públicas, incluindo o Bolsa Família.

A Medida Provisória (MP) n° 1.061, que trata do novo programa, já foi entregue ao Congresso Nacional pelo presidente da república, Jair Bolsonaro. A iniciativa tem o intuito de atender as famílias em situação de vulnerabilidade social.

O novo Bolsa Família será composto por novos benefícios, sendo em sua totalidade nove. No entanto, três pertencem ao núcleo básico e seis pertencem ao núcleo complementar. Confira:

  • Benefício Primeira Infância: destinado a famílias com crianças entre 0 e 36 meses incompletos;
  • Benefício Composição Familiar: direcionado a famílias com jovens de até 21 anos. O intuito é incentivar esse grupo a permanecer nos estudos para concluir pelo menos um nível de escolarização formal;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: pago as famílias cuja renda mensal per capita não ultrapassou a faixa da pobreza ou extrema pobreza após o recebimento se ambos os abonos anteriores;
  • Auxílio Esporte Escolar: destinado a estudantes com idades entre 12 e 17 anos incompletos que sejam membros de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil e que se destacarem em competições dos jogos escolares brasileiros.
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: concedido em até 12 meses a estudantes com bom desempenho em competições acadêmicas e científicas e que sejam beneficiários do Auxílio Brasil;
  • Auxílio Criança Cidadã: disponibilizado ao responsável familiar com criança de 0 a 48 meses incompletos que consiga fonte de renda, mas não encontre vaga em creches públicas ou privadas da rede conveniada;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: pago por até 36 meses aos agricultores familiares inscritos no Cadastro Único;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: direcionado aos beneficiários do Auxílio Brasil que conseguirem um emprego formal. O benefício será concedido para estimular a permanência no mercado de trabalho;
  • Benefício Compensatório de Transição: distribuído aos atuais beneficiários do Bolsa Família que forem prejudicados com a migração entre os programas até que regularize o valor do salário mensal.

Quem poderá participar?

Segundo os critérios do Bolsa Família, atualmente podem receber o benefício:

  • Família em situação de pobreza cuja renda mensal per capita é de R$ 89,01 a R$ 178;
  • Família em situação de extrema pobreza cuja renda mensal per capita é de até R$ 89.

Vale ressaltar que muitos detalhes sobre o Auxílio Brasil ainda não foram divulgados, incluindo o procedimento de inscrição, os requisitos de elegibilidade e até mesmo o novo valor médio para distribuição.

Veja também: Aumento no Bolsa Família não deverá estar previsto no Orçamento de 2022

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
3 Comentários
  1. Lilian dinizmanari Diz

    Liliandinizmanari meu benefiso

  2. Verônica Diz

    Verônica serphin de Oliveira

  3. Maria Neusa Pereira pinto Diz

    Volto a repetir os idosos que ainda não aposentou precisa de auxílio renda Brasil. Eu sou uma dessas pessoas. Estamos passando dificuldades.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.