Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.5/5 - (12 votes)

INSS começa pagamentos nesta semana; veja quem pode

Na ocasião, receberão o benefício aqueles que ganham um salário mínimo R$ 1.100.

Segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) terão acesso a mensalidade referente ao mês de dezembro a partir do dia 23 (quinta-feira). Na ocasião, receberão o benefício aqueles que ganham um salário mínimo R$ 1.100.

Veja também: Auxílio Brasil é essencial para o combate à fome

Este será o último pagamento destinado aos beneficiários com o mesmo valor, uma vez que a partir do próximo ano haverá um reajuste no piso nacional, sendo ele a base de cálculo para os abonos previdenciários e assistenciais.

Calendário de pagamentos

Cabe salientar que o benefício do INSS é repassado em dois calendários, sendo um deles destinado aos segurados que recebem um salário mínimo e o outro para aqueles que recebem acima do piso salarial.

Desta forma, a autarquia inicia os pagamentos para aqueles que ganham apenas um salário mínimo e na sequência para aqueles que recebem um benefício maior. Lembrando que a distribuição segue a ordem do último número do benefício desconsiderando o dígito.

Calendário para quem ganha R$ 1.100:

  • Final 1 – Recebe dia 23 de dezembro;
  • Final 2 – Recebe dia 27 de dezembro;
  • Final 3 – Recebe dia 28 de dezembro;
  • Final 4 – Recebe dia 29 de dezembro;
  • Final 5 – Recebe dia 30 de dezembro;
  • Final 6 – Recebe dia 3 de janeiro;
  • Final 7 – Recebe dia 4 de janeiro;
  • Final 8 – Recebe dia 5 de janeiro;
  • Final 9 – Recebe dia 6 de janeiro;
  • Final 0 – Recebe dia 7 de janeiro.

Calendário para quem ganha acima de um salário:

  • Final 1 e 6 – Recebe dia 3 de janeiro;
  • Final 2 e 7 – Recebe dia 4 de janeiro;
  • Final 3 e 8 – Recebe dia 5 de janeiro;
  • Final 4 e 9 – Recebe dia 6 de janeiro;
  • Final 5 e 0 – Recebe dia 7 de janeiro.

Reajuste dos benefícios em 2022

A partir das próximas mensalidades, os segurados terão acesso a um benefício reajustado, conforme o valor do novo salário mínimo. Neste caso, considerando a projeção do piso, os benefícios de R$ 1.100 serão ampliados para R$ 1.210.

Esse valor é estipulado pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). O indicador prevê uma alta de 10,04% da inflação acumulada em 2021. Com isso, o percentual passa a ser base de cálculo para reajuste do salário mínimo e demais benefícios do INSS.

Os aposentados e pensionistas que ganham um valor maior que um salário mínimo também terão o seu benefício corrigido. Basta conferir a quantia bruta recebida aplicando uma alta de 10% sobre o valor para descobrir a previsão do novo abono.

3.5/5 - (12 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Fãbio Diz

    Não tenha esperança esses políticos todos safados e Bolsonaro não tem moral nenhuma neim a promessa de campanha de isenta quem ganha até 5 mínimos ele conseguiu e um fraco

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.