INSS alerta MAIS UMA VEZ sobre golpe nas ligações

INSS alerta MAIS UMA VEZ sobre golpe nas ligações

Saiba identificar se é mesmo o órgão que está entrando em contato

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), encarregado da gestão de benefícios previdenciários para inúmeros cidadãos brasileiros, tornou-se um alvo para golpes efetuados por fraudadores. Através da falsa central de atendimento, esses indivíduos exploram os segurados dessa instituição.

A extensão desse problema levanta considerações significativas em relação à segurança e à conscientização informacional. Ainda mais, destaca a importância da disseminação de conhecimento sobre como detectar possíveis fraudes e, assim, salvaguardar as informações pessoais dos beneficiários do INSS.

Golpes envolvendo as ligações do INSS

O INSS possui um papel essencial na sociedade brasileira, sendo responsável por administrar a distribuição de benefícios para mais de 37 milhões de indivíduos em todo o país. Esses segurados incluem:

  • Aposentados;
  • Pensionistas;
  • Pessoas que recebem auxílio-doença;
  • BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Infelizmente, esses beneficiários são frequentemente alvos de pessoas mal-intencionadas que utilizam táticas de engenharia social para obter informações confidenciais. Contudo, essa prática não se limita aos segurados do INSS. Essa é uma estratégia comum também contra clientes de vários bancos. Portanto, é fundamental manter uma vigilância constante para evitar compartilhar informações pessoais durante chamadas de fontes desconhecidas.

Identificar uma chamada legítima do INSS requer cautela e conhecimento. O primeiro passo é verificar o número de telefone que efetuou a ligação. Por meio do site Meu INSS ou do app, os beneficiários podem conferir os números de telefone oficiais da autarquia federal.

Se o número que fez a chamada não estiver listado entre os contatos oficiais, é altamente provável que seja uma tentativa de fraude. Essa verificação é uma barreira fundamental para impedir que informações pessoais caiam em mãos erradas, o que poderia resultar em danos financeiros e violações de privacidade.

Qual o número do INSS?

Para os segurados que estão aguardando atendimento do INSS, o número de contato é o (11) 2135-0135. É importante ressaltar que este número é exclusivo para chamadas de saída e não oferece funcionalidades de WhatsApp.

Qualquer tentativa de comunicação por meio de mensagens instantâneas ou chamadas recebidas desse número deve ser tratada com desconfiança. Além disso, o INSS mantém uma central de atendimento oficial, o número 135.

Este número opera de segunda a sábado, das 7h às 22h, e também oferece um serviço eletrônico disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana. Recorrer a esses canais oficiais é uma maneira segura de esclarecer qualquer dúvida sobre a autenticidade de uma chamada recebida.

INSS alerta MAIS UMA VEZ sobre golpe nas ligações
Saiba identificar se é mesmo o órgão que está entrando em contato. Imagem: Canva

Segurança das informações

A tentativa de explorar a confiança dos beneficiários por parte de golpistas destaca a importância da conscientização e educação em segurança da informação. Ter acesso a informações corretas e detalhadas sobre os procedimentos do INSS é uma ferramenta valiosa na luta contra as fraudes. Com isso, permite-se que os beneficiários possam autenticar as chamadas recebidas e evitar o compartilhamento inadvertido de informações pessoais com indivíduos mal-intencionados.

A incidência de fraudes e golpes está lamentavelmente vinculada à amplitude e relevância do INSS no cenário nacional. Portanto, é crucial que os beneficiários se armem com conhecimento e cautela.

Essas instruções evitam cair em armadilhas que possam comprometer sua segurança e bem-estar financeiro. Além disso, esquemas fraudulentos não afetam apenas os indivíduos, mas também minam a integridade e a eficácia dos sistemas de benefícios previdenciários, destacando a urgência de uma conscientização coletiva e de medidas preventivas robustas.

Nesse contexto, a atenção minuciosa aos detalhes das chamadas recebidas e a busca ativa de informações por meio dos recursos e canais oficiais do INSS são as principais defesas contra a exposição de informações sensíveis. A responsabilidade é compartilhada: enquanto o INSS deve garantir transparência e acessibilidade às informações, os beneficiários, por sua vez, devem adotar uma postura ativa e informada, protegendo assim sua privacidade e segurança.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.