Fies 2023/2: convocação da lista de espera começa nesta terça-feira (18)

Conforme o calendário oficial desta edição do Fies, os estudantes que participaram da lista de espera serão convocados a partir desta terça-feira, dia 18 de julho. 

Para que você entenda como a convocação a partir da lista de espera irá funcionar e quais são os próximos passos, continue lendo o artigo que separamos sobre o Fies 2023/2.

Participantes da lista de espera serão convocados a partir de hoje (18)

A chamada única do do Fies 2023/2 foi divulgada no 11 de julho e disponibilizada aos candidatos no Portal de Acesso Único do MEC

Porém, além da chamada única, o Fundo de Financiamento Estudantil também utiliza a lista de espera para convocar os candidatos aprovados. Fizeram parte da lista de espera do Fies todos os participantes que não foram convocados na primeira chamada. Não era necessário realizar nenhum tipo de inscrição ou procedimento para participar dessa lista. 

De acordo com o calendário do Fies divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), os participantes da lista de espera serão convocados a partir desta terça-feira, dia 18 de julho. A pré-seleção dos candidatos da lista irá acontecer até o dia 29 de agosto

Como acessar o resultado da lista de espera do Fies?

Acessar o resultado da lista de espera do Fies é muito simples. Basta seguir este passo a passo:

  • Acesse o Portal de Acesso Único do MEC;
  • Clique em “Convocação da lista de espera”;
  • Clique em “Entrar com gov.br” e faça login na plataforma do Fies.

Viu como é simples?

Complementação das informações do Fies 2023/2

Os candidatos pré-selecionados por meio da lista de espera deverão, assim como fizeram os participantes convocados através da chamada regular, realizar a confirmação das informações indicadas no momento da inscrição.

Essa etapa é fundamental, uma vez que qualquer tipo de irregularidade em relação aos dados fornecidos pode fazer com que o candidato perca o financiamento oferecido. Os participantes deverão, por exemplo, comprovar que se encaixam nos critérios de renda estabelecidos pelo Fies. 

Lista de espera Fies
Os candidatos convocados através lista de espera deverão realizar a complementação das informações. Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Fazer a confirmação das informações é muito simples. Em primeiro lugar, você deverá acessar o Portal de Acesso Único do MEC e complementar as informações indicadas no momento da inscrição. Essa etapa é totalmente online. 

Além disso, o processo de confirmação dos dados também envolve outras etapas, veja quais são elas:

  • Validação das informações indicadas na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da universidade escolhida em até 5 dias após a confirmação dos dados. A entrega dos documentos poderá ser feita de forma presencial ou online, dependendo das normas da instituição de ensino;
  • Validação das informações pessoais e a documentação exigida para formalizar a contratação do financiamento em um agente financeiro em até 10 dias a partir do terceiro dia útil após a validação da CPSA.

É importante ressaltar que, no caso da lista da espera, os prazos para a complementação das informações serão variáveis, já que irão depender dos calendários de cada instituição de ensino.

Assim, é importante que os candidatos convocados acompanhem os comunicados das instituições de ensino em que foram aprovados.

Dados do Fies 2023/2 

O MEC já divulgou também os dados da última edição do Fies. A divulgação tem como objetivo permitir a compreensão do perfil dos candidatos que participaram do programa. 

Nesta edição do Fies, 77.867 vagas foram oferecidas para 1.265 instituições de ensino privadas do país. As inscrições foram recebidas entre os dias 04 e 07 de julho.

Neste ano, 109.809 candidatos se inscreveram para concorrer a uma das vagas. Do total, 66,83% dos participantes são mulheres, o que representa 73.380. Os homens, por sua vez, representaram 33,17% do total de inscritos (36.429 candidatos). 

Quem participou do Fies 2023/2? 

Puderam participar desta edição do Fies os candidatos que:

  • Comprovaram renda mensal familiar bruta per capita de até três salários mínimos.
  • Realizaram a prova do ENEM a partir de 2010 e obtiveram uma média de ao menos 450 pontos;
  • Não receberam nota zero na prova de redação do ENEM.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.