Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

FGTS 2022: Saiba como saber se o benefício está sendo depositado

O empregador deve depositar mensalmente uma quantia equivalente a 8% do salário do funcionário em sua conta no fundo.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma espécie de poupança criada para o trabalhador assim que inicia o contrato laboral. O empregador deve depositar mensalmente uma quantia equivalente a 8% do salário do funcionário em sua conta no fundo.

Veja também: Lucro do FGTS: Novos pagamentos devem ser realizados em 2022; veja quando

Neste contexto, a ação deve ser realizada até que haja a rescisão do contrato de trabalho. Os recursos ajuntados no decorrer do período de vigência será o saldo do FGTS do trabalhador, que fica rendendo todo o dia 10 de cada mês por atualização monetária e juros de 3% a.a.

Normalmente, a empresa deve depositar o dinheiro correspondente até o sétimo dia do mês subsequente ao de competência. Caso o dia sete caia em algum feriado ou no fim de semana, o empregador deve conceder o crédito no dia útil anterior à data respectiva.

Todavia, caso o depósito não ocorra, o trabalhador poderá verificar com o RH da empresa, ou ainda, procurar uma Delegacia Regional do Trabalho (DRT), que irá iniciar uma fiscalização por meio do Ministério do Trabalho e Emprego. ?

Como verificar se os depósitos estão sendo realizados?

O trabalhador pode ter acesso às informações dos depósitos por meio de SMS, extrato do FGTS, ou carta de confirmação enviada ao endereço cadastrado a cada dois meses. Além desses meios, é possível consultar presencialmente em uma agência da Caixa Econômica Federal ou pelo 0800 726 01 01.

Saque do FGTS

Para conseguir sacar o FGTS, o trabalhador precisa, ao menos, corresponder uma das seguintes condições:

  • Rescisão do contrato de trabalho pelo empregador, sem justa causa;
  • Extinção normal do contrato de trabalho a termo;
  • Aposentadoria concedida pela Previdência Social;
  • Permanência do trabalhador por três anos ininterruptos fora do regime do FGTS, neste caso, sendo permitido o saque a partir do mês de aniversário do titular da conta;
  • Permanência da conta vinculada por três anos ininterruptos sem crédito de depósito, para afastamento ocorrido até 3.7.1990.

Na ocasião, ainda será necessário apresentar a documentação exigida para ter acesso aos recursos, como:

  • Documento de identificação com foto;
  • Carteira de Trabalho e número de inscrição no PIS/PASEP;
  • Além desses, também podem ser exigidos documentos específicos, dependendo da circunstância em que o trabalhador solicitar o saque do FGTS.

Ao conceder todos os documentos necessários, os valores serão creditados em conta bancária na CAIXA ou em outro banco brasileiro que seja de titularidade do trabalhador. Caso o cidadão não tenha conta nacional, é possível indicar a conta de terceiros.

Por fim, os recursos estarão disponíveis em até 15 dias úteis após a entrega da documentação, condicionada à certificação de que as condições exigidas para movimentação da conta vinculada FGTS foram atendidas.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Patrícia Silva da Hora Diz

    Como posso receber o auxílio emergencial,pois tenho meses sem recebe-lo.Obrigado pela atenção. Espero a tarde

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.