Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Contribuição do MEI terá alta de 10,18% em fevereiro

Se você é Microempreendedor Individual (MEI) pode preparar o bolso a partir de fevereiro  já que o Documento de Arrecadação Simplificada do MEI (DAS-MEI) aumentará para R$ 60,60. Isso se deve ao percentual cobrado que é 5% do salário mínimo que agora aumentou para R$ 1.212, desde 1 de janeiro. 

Veja também: Dicas para economizar dinheiro em 2022

O valor será reajustado apenas para os boletos que tem data após dia 20 de fevereiro, antes disso o valor da contribuição mensal pago por esse tipo de regime continuará a ser R$ 55.

Importante lembrar que MEIs atuando em comércio e indústria desembolsam ainda R$ 1 a mais, referente ao  Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), já aqueles que são prestadores de serviço pagam o  Imposto sobre Serviços (ISS) no valor de R$ 5.

O aumento total da contribuição do MEI atingiu 10,18%, já que o salário mínimo e a contribuição tem relação entre si. O MEI  é uma forma de formalização e dá direitos a diversos benefícios, entre eles  aposentadoria por idade, auxílio-doença, salário-maternidade, auxílio-reclusão e pensão por morte.

Estima-se que no Brasil já exista cerca de 13 milhões de MEIs entre prestadores de serviços, comércio e indústria.

Quem pode fazer o MEI?

Para ser MEI, além de limite de renda anual é preciso estar dentro e outras regras, confira as principais abaixo:

  • Para ser MEI você só pode faturar até R$ 81 mil por ano, o que equivale, em média, R$ 6.750 por mês;
  • Ter apenas um funcionário registrado, que receba o salário equivalente ao piso da categoria ou um salário mínimo;
  • Não ter participação em outra empresa como sócio, titular ou então administrador;
  • Não ter ou abrir filial;
  • A sua atividade estar estabelecida entre as opções disponíveis para MEI.

Paga para abrir o MEI?

O processo para virar MEI é feito pela internet, diretamente pelo site do governo federal e sem qualquer custo. A única contribuição que deve ser realizada, todos os meses, é o pagamento da DAS-MEI.

Por meio, deste pagamento o microempreendedor tem direito a benefícios previdenciários como auxílio-doença e aposentadoria, entre outros disponíveis pelo INSS. Além disso, a formalização dá a possibilidade de emissão de nota fiscal sem custo para empresa no ramo do comércio, indústria ou prestador de serviço.

É preciso ficar atento e verificar se está acessando o site correto do governo. Há inclusive um novo golpe do MEI, em que criminosos roubam dados e também dinheiro das vítimas – veja aqui como o golpe funciona.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.