Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Conheça a Regra dos 50-15-35 e Planeje Suas Finanças

A regra dos 50-15-35 ajuda a direcionar o seu plano de finanças

O planejamento financeiro pode ser um desafio pessoal para muitas pessoas, por isso, alguns métodos como a regra dos 50-15-35 podem ajudar a viabilizar esse fluxo.

A regra dos 50-15-35 é uma metodologia que muitas pessoas utilizam e gostam. Sendo assim, conheça essa opção a mais para você direcionar suas finanças pessoais.

50% para gastos essenciais

 50% da sua renda deve ser direcionado para os seus gastos essenciais. Sendo assim, são valores direcionados aos seus custos fixos. Ou seja, o fornecimento de água, energia elétrica, internet, aluguel, plano de saúde, estudos, medicamentos, supermercado etc.

15% para prioridades financeiras

Os 15% por cento deve ser direcionado de acordo com a sua situação atual. Por exemplo, se você é uma pessoa endividada no momento, deve reservar essa porcentagem para viabilizar acordos de renegociações.

O Feirão Limpa Nome do Serasa oferece desconto de até 90% na negociação online. Sendo assim, você pode verificar as possibilidades de acordo dentro do site e direcionar esse percentual.

Poupança ou acordos – O que for mais pertinente para o momento atual

No entanto, se você não estiver endividado neste momento, você pode direcionar esse valor diretamente para uma reserva de emergência, direcionando para uma poupança. Inclusive, conforme seus acordos forem acabando, a ideia é que você direcione o valor para essa mesma finalidade.

35% se refere à uma manutenção de suas preferências

Funciona da seguinte forma, os 35% da sua renda podem ser direcionados para gastos tidos como não essenciais. Porém, que fazem diferença para você.

Por exemplo, um canal de assinatura de streaming pode não ser essencial, mas pode ser algo que faz diferença na sua rotina. Sendo assim, pode ser algo muito importante para você. Da mesma forma que outras demandas relacionadas às pequenas diversões, como passeios e comidas pedidas por aplicativo,  por exemplo. 

Adaptabilidade é importante

Essa é a maneira inicial da regra 50-15-35. Todavia, você pode adaptá-la para sua necessidade atual. Por exemplo, pode ser que faça mais sentido selecionar um valor maior para a poupança do que para gastos não essenciais.

Então você pode adaptar a troca dessa regra. Pois, essa base é apenas uma vertente para que você tenha como ponto de partida.

Já falamos sobre a metodologia do pote para você direcionar valores para uma poupança, confira neste link. Sendo assim, você pode usar essas dicas para direcionar seu planejamento financeiro pessoal de uma forma que faça sentido dentro da sua realidade financeira e o direcione para seus objetivos de vida.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.