Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3/5 - (2 votes)

Caixa libera novas regras para uso do saldo do FGTS em 2022

De acordo com o texto, será possível aplicar até 50% do saldo do FGTS em quotas FMPs (Fundos Mútuos de Privatização). O procedimento poderá ser realizado de forma individual ou através dos Clubes de Investimento, administrados por instituição habilitada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) agora pode ser utilizado para compra de valores mobiliários. A novidade foi publicada no Diário Oficial da União e assinada pelo diretor-executivo da Caixa Econômica Federal, Edilson Vianna.

De acordo com o texto, será possível aplicar até 50% do saldo do FGTS em quotas FMPs (Fundos Mútuos de Privatização). O procedimento poderá ser realizado de forma individual ou através dos Clubes de Investimento, administrados por instituição habilitada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Veja também: Resgate do FGTS de até R$ 6.220 é liberado para vítimas da Bahia

A nova modalidade que permite o saque do fundo é válida para o Programa Nacional de Desestatização e projetos estaduais que funcionam de maneira similar aos aprovados pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos.

Novas regras

Como mencionado acima, os trabalhadores poderão investir até 50% do seu FGTS em quotas FMP. Lembrando que deve ocorrer por meio de clubes de investimentos, ou de forma individual. O regaste do rendimento poderá ser solicitado após 1 ano (12 meses) da aplicação.

Todavia, caso o titular tenha utilizado o fundo para compra da primeira casa própria poderá, o rendimento poderá ser solicitado a qualquer momento. Para conferir o saldo disponível pós investimento, basta acessar o aplicativo do FGTS, disponível para Android e IOS.

Outras formas de acessar o FGTS

Atualmente, o FGTS pode ser acessado por meio de diversas situações específicas, todas elas previstas na legislação do Fundo de Garantia. Confira algumas delas a seguir:

  • Saque-aniversário (resgate anual de parte do saldo no fundo);
  • Financiamentos Imobiliários;
  • Ao se aposentar;
  • Ao completar 70 anos;
  • Demissão sem justa causa;
  • Demissão consensual (liberado 80% do fundo);
  • Dispensa por falência da empresa ou força maior;
  • Cidadão desempregado por 3 anos consecutivos;
  • Em situação de calamidade pública;
  • Falência do titular (o saque será destinado aos herdeiros).

É possível antecipar um saque do FGTS?

Através do aplicativo Caixa Tem, os trabalhadores com carteira assinada conseguem antecipar o saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No aplicativo, é possível contratar, no mínimo, R$ 500.

A Caixa Econômica Federal decidiu mais uma vez ampliar os serviços da plataforma, oferecendo a oportunidade de os trabalhadores anteciparem o saque-aniversário do FGTS. Além disso, a instituição reduziu o valor mínimo que pode ser contratado, antes fixado em R$ 2 mil.

Os titulares poderão antecipar até três anos do saque-aniversário de forma digital, totalmente pelo aplicativo, sem precisar ir a uma agência do banco. Todavia, para ter acesso ao serviço é necessário ter um cadastro no Caixa Tem. A taxa de juros mensal é de 1,49%.

3/5 - (2 votes)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.