Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.5/5 - (19 votes)

Caixa Econômica vai mudar os horários de atendimento. Veja como vai ficar

De acordo com o Presidente da Caixa Econômica Federal, horários de atendimento nas agências irão mudar a partir da próxima semana

Os horários de atendimento da Caixa Econômica Federal irão mudar a partir do próximo dia 23 de novembro. Isso vai acontecer por causa do fim dos pagamentos do Auxilio Emergencial e também a diminuição dos casos da Covid-19 no Brasil. O anúncio foi feito pelo próprio Presidente do banco, Pedro Guimarães.

Por causa da situação da pandemia, as agências da Caixa Econômica Federal estão funcionando hoje das 8h às 13h. Segue a lógica de que quem chegar na fila antes desse horário final vai ter que ser atendido pelos agentes, mesmo que se ultrapasse às 13h. É assim que está funcionando neste momento.

A partir do próximo dia 23, a Caixa vai voltar para o seu horário habitual antes da pandemia. Na grande maioria das regiões vai ser das 10h até às 16h. É preciso prestar atenção porque esses prazos mudam de acordo com o fuso em que a agência se encontra. O que dá para dizer é que todo mundo vai voltar a ter os atendimento nos horários pré-pandemia.

Vai seguir valendo a lógica de que quem chegar dentro do horário vai precisar ser atendido pelos agentes que estiverem no local. Tirando essa questão do horário, tudo segue do mesmo jeito. Inclusive a questão da exigência das máscaras dentro das sedes dessas agências ao redor do país.

De acordo com o Presidente da Caixa, existem milhares de sedes da Caixa Econômica ao redor do país. Esses locais acabaram virando notícia nos últimos meses muito em função dos pagamentos do programa Auxílio Brasil, do Governo Federal. Como dito, esse benefício chegou ao fim no mês de outubro. É o que se sabe.

Auxílio Emergencial

Como dito, a Caixa Econômica Federal acabou assumindo uma posição de protagonismo durante os pagamentos do Auxílio Emergencial. É que o banco acabou sendo o agente pagador deste benefício.

No ano passado, por exemplo, quase 70 milhões de pessoas receberam o Auxílio Emergencial neste banco. Isto quando se junta os cidadãos que foram sacar o benefício na boca do caixa ou os que fizeram a movimentação pelo aplicativo Caixa Tem.

O Auxílio Emergencial ainda não terminou de fazer as suas transações. Nesta semana, por exemplo, a Caixa está liberando os últimos saques da sétima e última parcela do benefício. Na próxima semana, aliás, o banco volta para o seu horário normal. É o que se sabe.

Novo Bolsa Família

O fim do Auxílio Emergencial não vai significar o término dos trabalhos na Caixa Econômica Federal. É que nesta mesma semana irão começar os repasses do novo Bolsa Família. Estima-se que cerca de 14,5 milhões de brasileiros usem o novo benefício.

Aliás, isso considerando apenas os números deste primeiro pagamento. A expectativa do Governo Federal é aumentar esse patamar para a casa dos 17 milhões já a partir de dezembro. Isso se a PEC dos Precatórios for mesmo aprovada no Senado Federal.

De qualquer forma, mesmo considerando que o novo Bolsa Família vai atender cerca de 17 milhões de pessoas, isso ainda seria menos do que os quase 70 milhões de brasileiros que a Caixa teve que atender no início dos pagamentos ainda em 2020.

3.5/5 - (19 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

2 Comentários
  1. Rosiane Diz

    Os outros bancos também vai para os horarios normais???

  2. Luiz carlos gonsaga Diz

    Venho por meio desta dar meus parabéns a todos os funcionários por ter dedicado nesta pandemia a nos dar atenção em fazer o pagamento do auxílio emergencial que foi de bom uso desde de já meu muito obrigado a todos da caixa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.