Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Banco Central: órgão regulador mais bem colocado no ranking de Open Finance

O Banco Central do Brasil (BCB) foi eleito o órgão regulador mais bem colocado no ranking de Open Finance. Saiba mais!

Conforme informações oficiais do Banco Central do Brasil (BCB), a lista elaborada pela Open Future World, que mantém um diretório global sobre iniciativas de Open Data, elegeu a instituição como o órgão regulador mais bem colocado no ranking de Open Finance.

Banco Central do Brasil (BCB): órgão regulador mais bem colocado no ranking de Open Finance

A iniciativa reconhece as organizações internacionais mais interessantes a tratar de finanças abertas. O ranking foi baseado no quantitativo de menções positivas de empresas e instituições em notícias, informa o  Banco Central do Brasil (BCB).

O Banco Central do Brasil (BCB) figurou à frente de reguladores britânicos como Financial Conduct Autority (FCA) e Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA, na sigla em inglês), e na posição de número 21 no ranking geral que engloba as empresas mais interessantes a tratar e desenvolver Open Finance na primeira edição do ranking da Open Future World, que mantém um diretório global sobre iniciativas de Open Data, informa a instituição em sua plataforma oficial.

O ranking foi baseado no quantitativo de menções positivas de empresas

O ranking foi baseado no quantitativo de menções positivas de empresas e instituições em notícias em seu portal especializado no tema ao longo de 2021, reconhecendo as organizações por trás das manchetes e artigos de opinião mais interessantes sobre finanças abertas. 

Conforme define o próprio  Banco Central do Brasil (BCB), ser eleito o órgão regulador mais bem colocado em ranking de Open Finance reforça o pioneirismo da instituição e o coloca como referência internacional nesse tipo de iniciativa.

O Open Finance visa ampliar a concorrência e a eficiência no Sistema Financeiro Nacional, recolocando o consumidor no controle da gestão de seus dados e de seus recursos financeiros, ressalta o  Banco Central do Brasil (BCB).

Melhorias em 2022

Em 2022, o  Banco Central do Brasil (BCB) dará continuidade ao processo de implementação do ecossistema. Atualmente está sendo colocada em prática a iniciação de transação de pagamento por Pix (que integra a fase 3) e de disponibilização de dados abertos sobre produtos e serviços relacionados a seguros, previdência, câmbio, credenciamento e investimentos (primeira etapa da fase 4), informa o próprio  Banco Central do Brasil (BCB).

Assim sendo, ao longo deste ano, o compartilhamento de outros produtos e serviços estão previstos, como: iniciação de transação de pagamentos por meio de TED, de transferência entre contas na mesma instituição, de boletos e com débito em conta; encaminhamento de proposta de crédito; e o compartilhamento de dados transacionais referentes seguros, previdência, câmbio, credenciamento e investimentos.  

Open Future World 

O site de notícias do Open Future World apresentou, no ano passado, mais de 5 mil menções de mais de 1,5 mil organizações em 72 países. As classificações do Open Finance Global Rankings 2021 reconhecem as conquistas da indústria global e a liderança de pensamento, tanto das maiores marcas que definem a agenda quanto de organizações menores que se destacam por meio de uma grande liderança. 

A lista completa de organizações ranqueadas pode ser conferida em openfuture.world/open-finance-rankings-2021, informa o  Banco Central do Brasil (BCB) em sua plataforma oficial.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.