Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílios para atletas: veja quem pode receber

Governo Federal conta com o Bolsa Atleta e o Auxílio Esporte Escolar para incentivo ao esporte.

Recentemente, o Auxílio Brasil incluiu o Auxílio Esporte Escolar com o objetivo de fomentar competições escolares. Além disso, o Governo Federal também  possui um programa específico para o auxílio de atletas profissionais, o Bolsa Atleta.

Com a pandemia da Covid-19, o suporte para estes trabalhadores foi e segue sendo muito importante. No entanto, mesmo sem a crise sanitária estes programas sociais são necessários para que os atletas possam treinar e se empenhar em diversas competições.

Nesse sentido, confira abaixo como participar destas medidas.

Leia mais:

Auxílio Esporte Escolar no valor de R$100: veja quem pode receber

Bolsa Pódio: Governo Federal abre vagas de benefício para atletas

Bolsa Atleta Nacional

Com anos de duração, este programa já possibilitou muitas conquistas esportivas do Brasil. No entanto, para conseguir este apoio nacional, o atleta interessado precisará cumprir com critérios específicos.

Além disso, é importante lembrar que o simples cumprimento dos requisitos não garante a participação. Isto é, visto que o Governo Federal depende dos recursos financeiros disponíveis.

Bolsa Atleta possui 5 categorias

Para participar do programa, o atleta poderá se encaixar em uma das categorias específicas. Assim, deverá verificar todos os critérios de participação para cada uma delas.

Em qualquer dos casos, além dos critérios a seguir, todos os participantes devem continuar treinando com o objetivo de atender outras competições.

Atleta de Base

Nesta categoria, o valor que o atleta recebe por mês será de R$ 370. Assim, deverá cumprir as seguintes regras:

  • Ter a idade mínima de 14 anos e máxima de 19 anos
  • Possuir vínculo a uma entidade de prática desportiva
  • Contar com filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto Estadual como Nacional
  • Ter participado de competição no ano imediatamente anterior àquele em que está pleiteando a Bolsa. Além disso, nesta competição deverá ter recebido até a terceira colocação nas modalidades individuais ou ter sido eleito entre os dez melhores atletas do ano anterior, no caso de modalidade coletiva.

Atleta Estudantil

Esta categoria também concede o valor mensal de R$ 370, contudo, apresenta critérios distintos. Portanto, poderão participar aqueles que:

  • Possuem idade mínima de 14 anos e máxima de 20 anos
  • Estão com matrícula regular em instituição de ensino, pública ou privada
  • Participaram dos Jogos Estudantis Nacionais no ano anterior, com até a terceira colocação nas provas de modalidades individuais. Ademais, também podem ser um dos atletas destaques das modalidades coletivas.

Atleta Nacional

Indo adiante, nesta categoria, então, o valor será de R$ 925 para quem:

  • Possui mais de 14 anos
  • Está vinculado a uma entidade de prática desportiva
  • Possui filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto Estadual como Nacional
  • Participaram do evento máximo da temporada nacional, sendo tais competições referendadas pela confederação da respectiva modalidade como principais eventos ou que integrem o ranking nacional da modalidade. Nesse sentido, deverão estar até a terceira colocação.

Atleta Internacional

Aqui, a quantia será de R$ 1.850 para os atletas que:

  • Possuem mais de 14 anos
  • Estão vinculados a uma entidade de prática desportiva
  • Possuem filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto Estadual como Nacional
  • Participaram de uma competição internacional, indicada pela Entidade Nacional, no ano imediatamente anterior àquele em que está pleiteando a bolsa. Ademais, estes precisam estar de 1º a 3º lugar em Campeonatos Mundiais, Jogos ou Campeonatos Pan-Americanos e Parapan-Americanos e Jogos ou Campeonatos Sul-americanos.

Atleta Olímpico Paralímpico

Por fim, com o valor mensal de R$ 3.100 estão aqueles:

  • Com mais de 14 anos
  • Com vínculo a uma entidade de prática desportiva
  • Que possuem filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto em nível Estadual como Nacional
  • Foram atletas na delegação brasileira na última edição dos Jogos Olímpicos ou Paralímpicos. Isto é, como titulares em modalidades individuais ou com seus nomes presentes nas súmulas de modalidades coletivas.

Auxílio Esporte Escolar do Auxílio Brasil

Além do Bolsa Atleta, o Auxílio Brasil, programa que substituiu o Bolsa Família, também conta com um fomento aos alunos. Dessa forma, o primeiro pagamento destes valores se iniciou no mês de dezembro de 2021.

O programa, então, se destina a alunos com destaque em competições oficiais do Sistema dos Jogos Escolares Brasileiros. Ademais, estes devem compor famílias participantes do Auxílio Brasil.

Assim, o Governo Federal pretende atender 1.404 alunos de 12 a 17 anos incompletos com 12 parcelas de R$ 100. Em conjunto, estes também receberão uma parcela única de R$ 1.000.

De acordo com o ministro da Cidadania, João Roma, o Auxílio Esporte Escolar será um estímulo à “prática de atividades esportivas, desde cedo, contribuindo para a formação social e intelectual das nossas crianças e dos nossos adolescentes”.

Nesse sentido, o secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, entende que, assim, “crianças e adolescentes de famílias vulneráveis agora têm a proteção e o estímulo do Governo Federal para que desenvolvam suas habilidades esportivas e possam mudar a realidade de suas famílias”.

Portanto, podem participar aqueles que:

  • São estudantes de famílias que recebem o Auxílio Brasil
  • Conquistaram até a terceira colocação em 14 competições estaduais, distritais e nacionais de 2021

A grande maioria destes, então, fizeram parte dos Jogos Escolares Brasileiros (JEB’s), no Rio de Janeiro. Ademais, 121 fizeram parte das Paralimpíadas Escolares, em São Paulo.

Estados informam o recebimento do benefício

Depois do anúncio do Auxílio Esporte Escolar, alguns estados já declaram seu recebimento. Dentre estes, então, está o Paraná, que comporta doze atletas que receberão os valores.

Dessa forma, o superintendente geral do esporte do Paraná, Helio Wirbiski, se manifestou a favor da medida. Para ele, portanto, “o auxílio é importante, pois estimula a prática esportiva de nossas crianças e adolescentes, o desenvolvimento de suas habilidades esportivas, além de auxiliar as suas famílias. É o esporte como ferramenta fundamental de desenvolvimento e transformação”.

O estado ganhou 79 medalhas nos Jogos Escolares Brasileiros, ficando em primeiro lugar.

Além disso, a Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) do Ceará também divulgou a lista com todos os beneficiário do estado. De acordo com o Governo Federal, o estado teria um total de 81 participantes.

Por fim, ainda, no Amapá, de todos os 179 alunos que participaram dos Jogos Escolares Brasileiros, 75 receberão o Auxílio Esporte Escolar Escolar. O estado, então, contou com 16 medalhas, em esportes coletivos e individuais, das quais foram 4 de ouro, 3 de prata e 9 de bronze.

Leia mais:

Auxílio Atleta de Campo Grande: veja como receber

Estado do Rio de Janeiro terá Bolsa Atleta

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.