Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Auxílio Emergencial: Veja quando serão pagas as novas parcelas

Os novos repasses serão gerenciados pelo Ministério da Cidadania e contemplarão os pais solteiros, sem cônjuge ou companheira que são provedores do lar.

O Governo Federal publicou na última semana a Medida Provisória (MP) 1.084 que liberou cerca de R$ 4,1 bilhões para o pagamento retroativo do Auxílio Emergencial. Os novos repasses serão gerenciados pelo Ministério da Cidadania e contemplarão os pais solteiros, sem cônjuge ou companheira que são provedores do lar.

Embora os recursos já tenham sidos concedidos pelo Congresso Nacional, ainda não foram divulgadas as datas de pagamento na parcela extra do programa. Neste sentido, a equipe da Cidadania informou que em breve trará mais detalhes sobre o funcionamento do novo lote.

Veja também: Auxílio Emergencial para NOVO grupo; veja quem vai receber

Pagamento para os pais solteiros

A medida autorizou o pagamento referente a cinco parcelas do Auxílio Emergencial distribuídas ainda em 2020. Na época, apenas a mães solteiras tiveram direito à cota duplas de R$ 1.200, enquanto os pais na mesma situação receberam somente R$ 600.

Todavia, para viabilizar a nova rodada do programa foi necessário derrubar o veto do presidente da república Jair Bolsonaro, que impediu o público masculino de ter acesso ao benefício. Os valores devem ser repassados em uma única parcela, de forma retroativa.

Como consultar as parcelas extras do Auxílio

Os candidatos ao novo benefício podem conferir se terão direito através de uma consulta no site ou aplicativo do Auxílio Emergencial. Na prática, será necessário informar o número do CPF, nome completo e de mãe (se não houver, basta marcar a aba “Mãe desconhecida”). A data de nascimento também é exigida durante a verificação.

Calendário de pagamentos do Auxílio Brasil de janeiro

O calendário do Auxílio Brasil referente ao mês de janeiro já foi divulgado pelo Governo Federal. A previsão é que o cronograma seja iniciado no dia 18 e encerrado no dia 31 do mesmo mês.

Além disso, a expectativa é que ao menos 2 milhões de família ingressem no novo programa de transferência de renda também em janeiro. O orçamento de pagamentos para 2022 é de R$ 89 bilhões.

Os recursos serão usados para financiar o benefício no valor médio de R$ 400 para cerca de 17 milhões de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Além do abono do Auxílio Brasil, cerca de 5,5 milhões de famílias devem receber o auxílio gás.

O benefício será no valor de R$ 52, equivalente a 50% do preço médio de um botijão 13kg no Brasil. Segundo o Ministério da Família, cerca 5,4 milhões de famílias elegíveis ao Auxílio Gás receberão os valores de forma retroativa a dezembro.

Vale ressaltar que a partir desta data, o vale gás seguirá “o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil”, conforme as informações do Ministério da Cidadania.

Calendário do Auxílio Brasil em janeiro

O Ministério da Cidadania está considerando a mesma metodologia de pagamento do Bolsa Família. Desta forma, os beneficiários estão recebendo o abono conforme o número final da inscrição social (NIS) nos últimos dez dias úteis de cada mês. Confira abaixo:

  • 18 de janeiro (terça-feira) – beneficiários com NIS final 1;
  • 19 de janeiro (quarta-feira) – beneficiários com NIS final 2;
  • 20 de janeiro (quinta-feira) – beneficiários com NIS final 3;
  • 21 de janeiro (sexta-feira) – beneficiários com NIS final 4;
  • 24 de janeiro (segunda-feira) – beneficiários com NIS final 5;
  • 25 de janeiro (terça-feira) – beneficiários com NIS final 6;
  • 26 de janeiro (quarta-feira) – beneficiários com NIS final 7;
  • 27 de janeiro (quinta-feira) – beneficiários com NIS final 8;
  • 28 de janeiro (sexta-feira) – beneficiários com NIS final 9;
  • 31 de janeiro (segunda-feira) – beneficiários com NIS final 0.
5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

23 Comentários
  1. Regina Aparecida Pereira Pereira Diz

    Estou desempregada vcs tiraram o meu auxílio emergencial,em novembro,estou sem auxílio nenhum, só recebo, 200,00 reais por passar roupa, uma vez por mês. O que devo fazer pra voltar,a receber o auxílio emergencial?

  2. Amarildo Diz

    Parem de publicar informação faldas. O título da data de recebimento o auxílio emergêncial. E sugestiva e não condiz com a realidade.

  3. Guilherme Diz

    O presentão de natal desse fingido presidente foi o corte do auxílio e essa safadeza de cadastro único

  4. Guilherme Diz

    Esse governo é só enrrolaçao , igual o povo que trabalha nesse tal de cadastro único parece que esse povo fica só no zap e não trabalha nada ,tem tanta gente precisando de ajuda e esse povo enrrolando o cadastro único assim como o auxílio

  5. Eva Soares barbosa Diz

    Eu sou chefe de casa e não recebe o auxílio Brasil e tou no cadastro nuico mais não recebi

  6. Claudia Rosana da Silva Diz

    Claudia Rosana da Silva
    Estou desempregada e tenho duas três filhos duas meninas de idade 12 e 17 e um rapas com poblemas mensatais não recebi a última parcela parcela em Outubro ta muito difícil so Deus pra ter misericórdia de nos porque dó os que tem cadastro no bolsa família e cães único merece ajuda e nos não somos seres umano que injustiça por favor alguém nós ajude

  7. Jessica de lourdes trajano Diz

    Faz tempo que queria tirar meu ex do meu cadrastro mas a mulher nunca quiz tirar alegava que tinha que ir no cartorio paga 80,00 reais pra tira mas nessa epoca já não tinha bolsa como eu ia pagar ,mas quando chegou a pandemia que o governo já não estava mas tirando ninguem não tirava mas só depois da pandemia assim foi feito conseguir tira meu ex com muito sacrificio sem nada pra mim e o meu filho estou até agora com bolsa atualizado mas sem nenhuma condicão pra mim eo meu filho , vejo pessoas que os pais da filha é falecido já tem o que ter pra comer tem auxilo brasil

  8. Otoniel Tiburtino da Silva Diz

    Eu 64 anos, fui incluso no Auxílio Emergencial mas não tive como retomar as atividades que antes da Pandemia, estava quase que regularmente bem e de Dezembro pra cá a situação me complicou e está complicada com aluguel e demais.

  9. Antonia lima barroso Diz

    Eu sou mãe solteira não tenho n um benefício do governo meu bolsa família foi cancelado só cheguei a receber uma parcela do auxílio emergencial e nada meu bolsa família continua bloqueado e não é querendo nada de ninguém mais.por direito se é para os pais de filias solteiros sem renda ,pois desbloqueia o nosso bolsa família e da a nós o direito que muitos mor com três aposentados não tem precisão e tiram ,falo por m que não tenho nenhum custo de vida não consigo trabalho queria apenas ter o direito de cidadão

  10. Sonia maria brum taylor. Diz

    Sou viuva e ele não deixou pensão trabalho autonoma vendendo ovos mas desde a pandemia não pude mas vender e não sei se terei direito auxilio emergencial em 2022. Pago água luz tem gás e compras
    So me pagaram 150 . Agora com essa guerrinha de politicos não sei se terei direiti em 2022. Q no entanto a minha luz e agua foi cortada o vizinho q me fornece. Q com 150 so dava para comprar comida.

  11. Tatiane aparecida pereira Diz

    Não recebi auxílio emergencial nem novembro e dezembro meu tenho duas filhas e sou chefe de casa

  12. Neide de campos Diz

    Olá é eu como outra aí te respondeu Eliana aqui s.paulo cortou o bolsa família que sou sozinha cr$89,00 de novembro e nem Dezembro reclamei na cidadania estão vendo pq cortou meu bolsa de novo que em Fevereiro cortou até maior 2021 será que tudo junto em janeiro? Espero obrigada

  13. Agueda Diz

    Engraçado , os Pais solteiros ter direito enquanto tem Deficientes Físicos que estão desempregados desde 2017 como é o caso do meu filho , recebeu o auxílio emergencial em 2020 , em 2021 não teve direito e agora também não tem direito a nada , e não temos a quem recorrer , já tentei o auxílio Brasil até agora sem resposta , revoltante isso

  14. Wagner da silva cardozo Diz

    Como fica o empréstimos do cx tem?
    Vai continuar o áuxilio

  15. Mauro Alexandre Ferreira de Menezes Diz

    Tenho dois filhos moram comigo eu recebi 600 enquanto a mãe deles recebeu 1200 no nome deles isso não é errado se eles moram comigo eu e que tinha que receber o bolsa família deles oque devo fazer pra receber o dinheiro deles do bolsa família deles.

  16. Luana Diz

    Minha mãe até agora n recebeu nenhuma parcela

  17. Eliana de Souza Diz

    Não recebi nen novembro e nen dezembro

  18. Ronaldo Diz

    E vdd tudo que vcs falou tem muitos vagabundos e vagabundas que só faz filho pra ganhar ajuda do governo .
    Aí é mole se for assim todos fariam o que essas pessoas faz pessoas que não gostam de trabalhar .
    Botam filha no mundo pro governo pagar enquanto a mãe e o pai ficam enchendo a cara .
    Eu comecei a trabalhar no ano 1984 até 2018 eu com problema de surdez contribui com INSS pra dar pra esses vagabundo ir nos se lascando sem uma cesta de ano novo .esse e o nosso Brasil.

  19. Isabel Diz

    Verdade mesmo tem tantas vagabundas que tem um filho de cada macho. Não trabalha só fica pegando auxílio do governo pra tomar cerveja. E quem sempre contribuiu com a nação. Não tem como pedir o auxilio miseria

  20. Francisco Diz

    Só paiz Brazil z de zona que está errado e que está certo

  21. francisco jose rodrigues seixas martins Diz

    Tem auxílio para vagabundo e vagabunda para o trabalhador que contribuí para o INSS e está desempregado tem o que porrada na cara tiro falta de respeito para quem ajudou a nação agora dar auxílio pra quem não precisa e mole tem gente que nunca pregou um prego na parede e tá recebendo auxílio que diria Cazuza que paiz e esse e Brazil com z de zona e paiz quem está errado e que está certo

  22. Cristiano Pereira Silva Diz

    É os pais desempregado que ñ tem filho que ñ é escrito no bolsa família e nem no auxílio brazil com o fica.

  23. Rose Andrade Diz

    Engraçado aqui em sergipe nao veio auxilio gás.porque?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.