Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial: Bolsonaro fala o que acha de uma nova prorrogação

Presidente da República falou mais uma vez sobre a possibilidade de uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial

O Presidente Jair Bolsonaro deu uma entrevista para uma rádio do Ceará nesta terça-feira (24). Na ocasião, o chefe do executivo falou mais uma vez sobre uma possível nova prorrogação do benefício. De acordo com ele, isso não vai acontecer. Ele argumentou que o Brasil não tem mais dinheiro para fazer esses pagamentos.

Nessa entrevista, Bolsonaro disse que o país está gastando muito com esses repasses. Ele disse, por exemplo, que o Brasil gastava algo em torno de R$ 50 bilhões por mês quando as liberações eram de R$ 600. “Endividamento, não tínhamos dinheiro no cofre”, disse o chefe do executivo na entrevista em questão.

Apesar de dizer que o Auxílio Emergencial não vai passar por uma nova prorrogação, Bolsonaro garantiu que a proposta do novo Bolsa Família está quase pronta. O Governo Federal, aliás, entregou a Medida Provisória (MP) do novo programa há algumas semanas ao Congresso Nacional. No entanto, faltam algumas informações.

De acordo com as informações oficiais, esse documento que eles entregaram ao Governo não tem a indicação do valor médio do novo programa. Além disso, eles também não informaram qual vai ser a quantidade de pessoas que irão entrar no benefício a partir do próximo mês de novembro. A tendência é que o Planalto solte essas informações em breve.

Informações de bastidores dão conta de que membros do Palácio do Planalto poderão divulgar esses dados a partir do final do próximo mês de setembro. Até lá, pelo menos de acordo com a fala de Bolsonaro, tudo segue como o planejado. O Auxílio Emergencial vai até outubro e o novo Bolsa Família assume a partir de novembro.

Paulo Guedes

Recentemente, vale lembrar, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Governo Federal trabalha sim com a possibilidade de uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial. No entanto, ele deixou claro que isso só aconteceria se o pandemia não apresentasse sinais de melhora.

Em resumo, se a situação pandêmica não melhorasse no país, então o Governo estaria pronto para aplicar uma nova prorrogação. Dessa forma, os pagamentos do Auxílio Emergencial poderiam seguir para além do próximo mês de outubro.

Não se sabe ao certo se essa possibilidade ainda existe. De acordo com dados das secretarias de saúde do país, os números da pandemia estão caindo dia após dia. Isso pode acabar tendo influência na questão da prorrogação do benefício.

Auxílio Emergencial

A grande aposta do Governo no entanto está voltada para dois pilares. O primeiro é o novo Bolsa Família, que deve entrar em cena a partir do próximo mês de novembro. O segundo é a recuperação da criação dos empregos para a população.

De acordo com o Ministro Paulo Guedes, a soma desses dois elementos pode ser uma solução rápida para o país neste momento. E esse cenário que o Governo quer encontrar a partir do final deste ano.

No entanto, querer nem sempre é poder. No final de 2020, o Ministro Paulo Guedes garantiu que esse seria o cenário do Brasil no início deste ano. O fato, no entanto, é que isso esteve muito longe de acontecer. Tanto é que o Governo teve que retomar os pagamentos do Auxílio Emergencial.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
2 Comentários
  1. Roberto carlos nunes Diz

    Dinheiro pra dar para o fundão eleitoral tem ne?? Agora pra prorrogar o auxílio não tem!!! Seu presidente de merda😡

  2. Lucinda campos rangel Diz

    Boa noite fala aqui no noticiários quê não têm dinheiro pra aumentar o auxílio emergêncial então pq não tiram dos grandãos pra poder aumentar o auxílio

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.