Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Apatia política: entenda esse importante conceito

Você não tem interesse algum por política? Leia esse artigo

A apatia política é melhor descrita como uma total falta de interesse pela política e pela participação em atividades políticas, como campanhas eleitorais, comícios de candidatos, reuniões públicas e votação.

Uma vez que a saúde do governo de uma nação é frequentemente medida pela participação ativa de seus cidadãos na política, a apatia representa um problema sério.

Quando os cidadãos deixam de participar da política, a democracia deixa de representar seus interesses. Como resultado, a política pública muitas vezes favorece a população menos apática em oposição à população mais apática – o efeito “roda que faz barulho leva a graxa”.

A apatia política pode ser causada por uma falta de compreensão da política e do governo. Pessoas politicamente apáticas veem pouco valor em votar ou nos benefícios e custos das políticas governamentais que estão sendo consideradas. É comum que eles não vejam nenhum benefício pessoal em despender o esforço necessário para obter conhecimento político.

No entanto, é possível que as pessoas que têm um conhecimento profundo da política permaneçam intencionalmente apáticas em relação a ela. Nesse contexto, é importante distinguir entre apatia política e abstenção política – uma decisão deliberada de não participar do processo político como forma de enviar uma mensagem aos políticos.

De acordo com um estudo de 2015 conduzido pelo Google Research, 48,9% da população adulta dos Estados Unidos se considera “Observadores interessados” – pessoas que prestam atenção às questões políticas e sociais ao seu redor, mas optam por não expressar ativamente suas opiniões ou agir sobre esses problemas.

Dos autoproclamados espectadores interessados entrevistados pelos pesquisadores, 32% disseram que estavam ocupados demais para participar, 27% disseram que não sabiam o que fazer e 29% acharam que sua participação não faria diferença.

A apatia política tende a ser mais prevalente entre os eleitores mais jovens. De acordo com o Centro de Informação e Pesquisa sobre Aprendizagem e Engajamento Cívico (CIRCLE), apenas 21% dos jovens elegíveis para votar nos Estados Unidos entre 18 e 21 anos votaram ou eram politicamente ativos em 2010. Cerca de 16% dos jovens se consideravam ser “civilmente alienados”, enquanto outros 14% se sentem “politicamente marginalizados”.

Muitas pessoas apáticas relatam se sentirem intimidadas demais pelo clima político aquecido da América para fazer suas pesquisas sobre política. Elementos como o preconceito da mídia e a complexidade das questões criam o perigo de pessoas politicamente apáticas agirem com base em informações incorretas distribuídas intencionalmente.

Embora incontáveis maneiras de combater a apatia política tenham sido sugeridas, a maioria enfoca a melhoria da educação do eleitor e uma ênfase renovada no ensino de educação cívica básica e governo nas escolas dos Estados Unidos. Teoricamente, isso permitiria aos cidadãos entender mais claramente as questões e como elas podem impactar suas próprias vidas, encorajando-os a formar opiniões e a tomar medidas participativas para agir sobre elas.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.