Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Entenda a onda de violência na África do Sul

Nas últimas semanas, o mundo ficou chocado com as notícias sobre o caos que tomou conta das ruas da África do Sul. Os problemas começaram após a prisão do ex-presidente Zuma, acusado de corrupção, pois a detenção dele resultou em uma forte onda de protestos.

A população reivindicava soluções para a grave crise sanitária e econômica fruto da pandemia de Covid-19. O que se sabe até agora é que pelo menos 100 pessoas foram mortas, e algumas dezenas presas. Os protestos já duram duas semanas e têm gerado muitos confrontos e saques a estabelecimentos. Os episódios mais intensos ocorrem na capital do país, a grande Johanesburgo.

Apesar de pouco conhecido no cenário mundial, Jacob Gedleyihlekisa Zuma é um político muito influente na África do Sul. Ele é uma das principais representações do Congresso Nacional Africano e é famoso por sua luta antiapartheid. Ele chegou a ficar preso por 10 anos, entre 1960 e 1970, devido as suas atividades políticas. No entanto, após ganhar a confiança do povo, chegou ao cargo de presidente da república no em 2009, com mais de 65% dos votos. 

Seu governo foi marcado por alta na inflação, baixo crescimento econômico e queda de renda per capita. As denúncias recorrentes de corrupção e o caos social deram origem à atual insatisfação popular. A má conduta de Zuma e de seus colegas de partido tornaram a situação política insustentável. Após a sua renúncia, o país se encontra ainda mais enterrado no desemprego e na recessão econômica. Além disso, atualmente, a região é a líder em casos de Covid-19 no continente africano.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Veja O que é e como funciona uma ONG.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.