Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Antecipação do 13º salário do INSS: Confira o calendário da 2ª parcela

Diante a pandemia decorrente da Covid-19, o Governo Federal juntamente com órgãos institucionais tomou uma série de medidas para apoiar a população brasileira afetada pela crise social e economia no país. Uma delas diz respeito a antecipação do 13º salário aos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Pagamento da segunda parcela do 13º salário

Após a liberação da primeira parcela do salário extra, os beneficiários aguardam o pagamento da segunda parcela. Entre os segurados estão: aposentados, pensionistas por morte e os que recebem auxílio doença, acidente e reclusão.

Os cidadãos que recebem outros benefícios do INSS, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas) ou o benefício de Renda Mensal Vitalícia (RMV) não podem receber o 13º salário, visto que o veto é expresso na legislação brasileira.

Valor do 13º salário

Embora o abono do INSS seja de direito dos envolvidos, o valor pode sofrer alterações devido a possíveis descontos relacionados ao Imposto de Renda. Neste caso, os beneficiários que recebem esse desconto são:

  • Segurados com até 64 anos, que recebem benefícios do INSS com valor superior a R$ 1.903,98.
  • Segurados com 65 anos ou mais, que recebem benefícios do INSS com valor superior a R$ 3.807,96.

Além disso, o pagamento do benefício é proporcional ao tempo em que a pessoa está sendo beneficiada pelo INSS. Desta forma, o pagamento proporcional ocorre nos seguintes casos:

  • Cidadãos que começaram a receber benefícios do INSS a partir do mês de fevereiro têm o 13º salário calculado conforme a quantidade de meses que vem recebendo.
  • Pessoas que deixarão de receber o benefício do INSS a partir do dia 1º de janeiro de 2022 também receberão o 13º proporcionalmente.

Calendário da segunda parcela do 13º salário

Confira o cronograma de pagamento da segunda parcela do 13º salário para os segurados que recebem um salário mínimo, conforme dígito final do benefício:

Dígito final2ª parcela – Junho
124 de junho
225 de junho
328 de junho
429 de junho
530 de junho
601 de julho
702 de julho
805 de julho
906 de julho
007 de julho

Já os beneficiários que recebem mais de um salário mínimo, receberão o 13º salário seguindo este calendário abaixo:

Dígito final2ª parcela – Junho
1 e 601 de julho
2 e 702 de julho
3 e 804 de julho
4 e 906 de julho
5 e 007 de julho

Veja também: Nova projeção do salário mínimo vai alterar PIS, INSS e seguro-desemprego

2 Comentários
  1. Antonio Ricardo de souto Diz

    AINDA NÃO VI UMA VIVA ALMA RECLAMAR DE CIGARRO NEM DE BEBIDA! E TAMBÉM SO VEJO RECLAMAR DO GOVERNO FEDERAL, QUE LUTA SOSINHO PARA MELHORAR O PAÍS CONTRA UM GRUPO DE GOVERNADORES QUE QUEREM ACABAR COM O POVO , MÁS NINGUÉM RECLAMA DOS GOVERNADORES!!

  2. Ariosto Oliveira Diz

    O, que comento é que a vida do brasileiro, está cada vez mais difícil.Aumenta tudo, luz , alimentação, aluguel,, medicamentos, o atendimento a saúde precário, transporte tudo, tudo muito difícil para o cidadão que ganha um salário mínimo. Acho que o desgoverno e geral. O Brasil faliu mesmo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.