Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

INSS registra fechamento de agência por surto de Covid-19

Uma agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi fechada nesta semana. O motivo: vários funcionários que trabalham no local receberam o diagnóstico de Covid-19 ao mesmo tempo. O local só deve reabrir no próximo dia 26 de junho.

De acordo com o INSS, a decisão de fechar o local foi tomada para que o surto pare por ali e para que os empregados fiquem em casa em isolamento. Eles não divulgaram a quantidade de casos nem disseram se algum desses empregados precisou ser hospitalizado.

O que se sabe é que as pessoas que agendaram atendimentos presenciais para essa agência irão passar por uma remarcação. Não é preciso fazer nada. O próprio INSS vai entrar em contato com esses cidadãos para que eles remarquem as datas dos seus atendimentos.

Os usuários que iriam fazer procedimentos remotos não sofrerão nenhum tipo de mudança. Isso porque esses serviços seguirão normalmente. Para isso, basta baixar o aplicativo do Meu INSS para conseguir fazer aquilo que eles pretendiam fazer normalmente.

INSS na pandemia

Vale lembrar que todas as agências do INSS permaneceram fechadas durante boa parte do ano de 2020 justamente por causa da pandemia do novo coronavírus. No final do ano, quando os casos começaram a diminuir pelo país, eles decidiram retomar as atividades.

Não foi um retorno de 100% das agências. A direção do Instituto foi reabrindo aqueles espaços que eles consideraram que estavam prontos para reabrir. Vale lembrar, no entanto, que os peritos do INSS não gostaram nada dessa ideia.

De acordo com a Agência Nacional de Peritos (ANP), o INSS não estaria cumprindo todas as regras sanitárias. Por isso, ainda no começo da confusão, eles decidiram fazer uma espécie de greve e não voltaram ao trabalho. Nesta época, o Instituto acusou os trabalhadores de não quererem trabalhar.

Os trabalhadores, no entanto, diziam que esta não era questão. E durante muitas semanas a confusão foi se desenrolando. Hoje, de acordo com o INSS, a situação se normalizou e todos os peritos voltaram ao trabalho normalmente. São eles que avaliam os beneficiários que dão entrada no auxílio doença.

No entanto, o INSS não combinou essa volta para a normalidade com a Covid-19. É que de acordo com os dados das secretarias de saúde, a situação nunca esteve pior no Brasil, como agora. Até aqui, mais de 488 mil brasileiros perderam a vida em decorrência da doença. E as agências continuam abertas.

Prova de vida

E não só continuam abertas, como o INSS decidiu retomar a obrigatoriedade da realização da prova de vida. Essa obrigação estava suspensa desde março do ano passado. Vale lembrar que as pessoas que precisam fazer essa comprovação são normalmente os idosos, que formam o grupo de risco da Covid-19.

Nesta última segunda-feira (14), um idoso de 80 anos de idade que foi fazer a prova de vida em uma maca no Piauí faleceu. O caso acabou gerando uma certa revolta nas redes sociais. O INSS destacou que as pessoas podem alegar falta de condições físicas para a realização do procedimento.

1 comentário
  1. Sueli hoefelmann Diz

    Eu tenho 61anos não tenho como trabalhar não sou aposentada e não recebo nada tenho dificuldade de andar tenho estenose central grave minha coluna está travando muito e aí não posso andar tenho atrofia lipomatosa dos ventres musculares tenho discopatia degenerativa lombar tenho artrose interapofisaria minha coluna está está me atrofiando mas infelizmente os peritos acham que não é nada as dores os tombos que já tive prq depois das dores minhas pernas adormecem e eu acabo caindo sinceramente com tantas ressonância que já fiz e eles sabem que não é normal nem com advogado estou conseguindo me aposentar tenho carteira com mais de 10anos registrada fico triste prq vejo muitos colegas mais jovens e nem nunca trabalharam estão aposentados prq tinham quem indicavam. Obrigada se alguém me ouvir ou ler e me. Dizer alguma coisa de bom serei grata

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.