14º salário do INSS será liberado em 2022? confira

O Governo Federal decidiu antecipar pela terceira vez os repasses do 13º salário. Diante disso, surge os questionamentos quanto a liberação do 14º salário.

O salário extra dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já começou a ser pago. O Governo Federal decidiu antecipar pela terceira vez os repasses do 13º salário. Diante disso, surge os questionamentos quanto a liberação do 14º salário.

A proposta do 14º salário, prevista no Projeto de Lei (PL) 4367/20, está em trâmite na Câmara dos Deputados desde 2020. Mesmo com a demora, muitos segurados aguardam a liberação do abono emergencial.

Todavia, ao pensar em uma possível liberação do benefício, ainda este ano é necessário analisar alguns pontos. O primeiro dele diz respeito às eleições, que por lei, impedem a concessão ou promulgação de quaisquer iniciativas públicas.

Outro fator importante, mas não impossível se refere a aprovação do PL no Congresso Nacional e a sanção do presidente Jair Bolsonaro. No entanto, seria necessário mais algum tempo para que isso acontecesse.

Tramitação do 14º salário do INSS

Em suma, a proposta deve passar pela aprovação na última Comissão competente para ser definidamente aprovada na Câmara dos Deputados. Na sequência, será necessário que o benefício seja concedido no Senado Federal e posteriormente receba a sanção presidencial.

Portanto é indicado que os segurados do INSS se desprendam da expectativa de receber o pagamento do 14º salário, que segue, até o momento, incerto quanto a sua aprovação e liberação ainda este ano.

INSS: Pagamento do 13º salário já começou

Os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) já começaram a receber a primeira parcela do 13º salário. Os pagamentos começaram com os aposentados, pensionistas e demais beneficiários que recebem um salário mínimo. Os que ganham um valor maior terão acesso ao salário extra a partir do dia 2 de maio.

Quem recebe o 13º salário do INSS?

O benefício é pago aos segurados que recebem os seguintes abonos:

  • Aposentadoria por idade;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Aposentadoria especial;
  • Pensão por morte;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-acidente;
  • Salário-maternidade;
  • Auxílio-reclusão.

Cabe salientar que o 13º salário não é concedido aos beneficiários que recebem um abono assistencial, como é o caso do Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas), que apesar de ser intermediado pelo INSS, não é um benefício previdenciário.

4.2/5 - (6 votes)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.