Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Transferências noturnas via PIX ganham um novo limite

Devido ao seu rápido crescimento e a grande quantidade fraudes e golpes pelo meio, o BC definiu um valor limite para as transações noturnas.

O PIX, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC), é uma das ferramentas mais utilizadas pelos cidadãos brasileiros para envio ou recebimento de dinheiro. Devido ao seu rápido crescimento e a grande quantidade fraudes e golpes pelo meio, o BC definiu um valor limite para as transações noturnas.

Veja também: PIX já é utilizado por 40% dos pequenos e médios comerciantes virtuais

A regra do Banco Central entrou em vigência no dia 4 de outubro, e impulsionou que todas as instituições financeiras que disponibiliza a ferramenta alterassem as suas condições de transferências via PIX.

Novo limite para transações noturnas

A nova resolução impede que transações realizadas com o PIX entre 20 e 6h sejam com valores superiores a R$ 1.000. A aplicabilidade cobre qualquer banco que utilize dos recursos da ferramenta.

Contudo, o limite pode ser ampliado mediante a solicitação, que terá um prazo de 24 a 48h para se efetividade. Transferências via TED e DOC também se encaixam na nova regra.

Neste sentido, até esta sexta-feira (15), os usuários poderão negociar com o banco em que possui uma conta, quais contatos poderão receber o PIX acima do valor limite do turno noturno

Para finalizar, vale ressaltar que o limite definido pelo BC para as transações no período da noite só é válido para pessoas físicas e Microempreendedor Individual (MEI). Sendo assim, as demais empresas poderão facilmente realizar transações com valores maiores.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.