Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Segundo Banco Central, jovens de 20 a 29 anos são os que mais usam PIX

O PIX, sistema de pagamentos instantâneos lançado pelo Banco Central em novembro de 2020, vem ganhando cada vez mais popularidade entre os brasileiros. Nesse contexto, entre os maiores adeptos do meio de pagamento, estão as pessoas que têm entre 20 e 29 anos de idade.

Sendo assim, do total de usuários que utilizam o PIX para fazer transferências, 34,54% são dessa faixa etária, segundo dados do Banco Central. Na sequência da estatística, aparecem as pessoas de 30 a 39 anos, que representam 31,67% das transferências pelo sistema no país.

Além disso, os dados estatísticos informados pela entidade ainda informaram a porcentagem de representatividade das transferências em outras faixas etárias. Dentre elas aparecem: entre 40 e 49 anos (18,14%), entre 50 e 59 anos (7,90%), até 19 anos (3,99%) e mais de 60 anos (3,76%).

Ademais, enquanto as transações por PIX somaram 2,3 bilhões no total, as por TED, outro tradicional meio de realização de transações, somaram 209,84 milhões. O que significa que as transações por PIX foram quase 1.000% maiores que as de TED realizadas no mesmo período. Por outro lado, os valores do TED continuam sendo maiores, as transferências feitas por TED totalizaram R$ 13,03 trilhões, enquanto as realizadas por PIX R$ 1,50 trilhão.

Novas funcionalidades do PIX

Em 2 de setembro o Banco Central anunciou as duas novas funcionalidades do sistema: PIX Saque e PIX Troco. Sendo assim, o usuário poderá sacar até R$ 500 durante o dia e até R$ 100 à noite (das 20 horas às 6 horas). Os serviços estarão disponíveis a partir de 29 de novembro para quem possui o PIX cadastrado em suas contas bancárias.

O serviço será totalmente gratuito para pessoas físicas, em até oito operações por mês. Poderão oferecer os serviços diversos estabelecimentos comerciais como padarias, supermercados, entre outros. Também redes de ATMs compartilhados e participantes do PIX por meio de seus próprios ATMs.

Para utilizar o recurso do PIX Saque é bem simples, basta o usuário chegar ao caixa e pedir para fazer um saque de qualquer valor dentro do limite, utilizando sua chave PIX. Já para utilizar o PIX Troco também é um processo simples, basta que o usuário compre alguma coisa no estabelecimento e pede para receber o troco em dinheiro físico na operação.

Outras mudanças no sistema a fim de aumentar a segurança

Para aumento de segurança do PIX, será implementada medida de bloqueio de transações por 30 minutos durante o dia e 60 minutos durante a noite, além de um mecanismo de controle de contas suspeitas. A retenção de contas será feita para analisar o risco da operação, informando ao usuário quanto à retenção das contas.

Por fim, instituições reguladas devem manter controles adicionais sobre fraudes no PIX, com reporte para o Comitê de Auditoria e para o Conselho de Administração, o que aumenta a confiança da ferramenta. Desse modo, caso haja ausência do comitê, o reporte pode ser feito à Diretoria Executiva, bem como manter à disposição do Banco Central tais informações.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.