Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Saque do FGTS será liberado até o fim de 2021; veja quem pode receber

A oportunidade está aberta para aqueles que também fazem aniversário este mês que aderirem a modalidade até o dia 31.

Trabalhadores que aderiram o saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e nasceram no mês de outubro, já podem sacar o benefício. A oportunidade está aberta para aqueles que também fazem aniversário este mês que aderirem a modalidade até o dia 31.

Veja também: Auxílio emergencial: 35 milhões de pessoas saem do programa

Saque-aniversário do FGTS

A modalidade é opcional e permite que os trabalhadores aderentes façam um saque todos os anos de parte do saldo disponível em suas contas no Fundo de Garantia. A liberação ocorre no mês em que o cidadão faz aniversário, com autorização para o resgate de até três meses.

Desta forma, aqueles que estão recebendo a partir desse mês, poderão ter acesso ao recurso até o dia 31 de dezembro, uma vez que fica disponível até o último dia útil do mês subsequente ao da liberação.

No entanto, vale lembrar que quem adere ao saque-aniversário do FGTS perde o direito ao saque-rescisão, liberado diante demissão sem justa causa. Neste caso, o trabalhador dispensado só terá direito a multa rescisória de 40%.

Todavia, caso queira, o trabalhador pode retornar à modalidade de saque tradicional do fundo (rescisão). Porém, terá que aguardar um prazo de 25 meses, isso, após deixar de ser um aderente do saque-aniversário.

Quanto posso receber com o saque-aniversário?

Considerando que o saque-aniversário permite o recebimento parcial dos valores depositados nas contas do FGTS, o cálculo para definir o valor é baseado no total de recursos que o trabalhador possui em seu nome no Fundo de Garantia. A partir disso, uma porcentagem será aplicada para a retirada do valor. Confira os índices pelas faixas de saldo a seguir:

  • Até R$ 500: 50%;
  • De R$ 500,01 até R$ 1.000: 40%;
  • De R$ 1.000,01 até R$ 5.000: 30%;
  • De R$ 5.000,01 até R$ 10.000: 20%;
  • De R$ 10.000,01 até R$ 15.000: 15%;
  • De R$ 15.000,01 até R$ 20.000: 10%;
  • Acima de R$ 20.000,01: 5%.

Além da aplicação dessas porcentagens, a Caixa Econômica Federal libera uma taxa adicional sobre as faixas superiores a 500,01. Confira quanto é adicionado por cada faixa de saldo:

  • Até R$ 500,00: —–;
  • De R$ 500,01 até R$ 1.000,00: R$ 50;
  • De R$ 1.000,01 até R$ 5.000,00: R$ 150;
  • De R$ 5.000,01 até R$ 10.000,00: R$ 650;
  • De R$ 10.000,01 até R$ 15.000,00: R$ 1.150;
  • De R$ 15.000,01 até R$ 20.000,00: R$ 1.900;
  • Acima de R$ 20.000,01: R$ 2.900.

FGTS online: como fazer a consulta do saldo

O Fundo de Garantia é pago mensalmente. Equivale a 8% do salário mensal do trabalhador. No entanto, não há desconto no salário. Afinal, essa parte é de responsabilidade da empresa, sendo um dos direitos dos colaboradores. Além disso, não está disponível para saque, mas é salvo em uma conta específica. Abaixo, veja como consultar o FGTS online.

Para visualizar o extrato com o saldo do Fundo de Garantia, o trabalhador pode acessar o app ou o site. Na verdade, em ambos os casos, o passo a passo é o mesmo e igualmente fácil.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.