Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Saiba o que fazer se o INSS não cumprir o prazo do seu pedido

A partir de junho os novos prazos do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) devem começar a valer. Na prática os prazos foram estendidos em sua maioria pelo dobro.

Apenas um benefício teve o prazo reduzido: o salário-maternidade, que saiu de 45 dias de limite para 30. Os novos prazos devem ter validade de dois anos.

A iniciativa é um acordo do Ministério Público Federal com o governo do presidente Bolsonaro. A medida foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal em fevereiro deste ano.

O objetivo de aumentar o prazo para análise do INSS é que órgão consiga trabalhar dentro do tempo-limite e, com isso, reduzir o número de processos abertos.

Porém, para quem já realizou a solicitação de algum benefício terá que contar com o prazo maior dado ao INSS. Isso deve impedir que antes deste prazo, qualquer advogado entre com o mandado de segurança.

Veja abaixo os novos prazos do INSS:

Tipo de pedido Prazo para conclusão hoje Prazo para conclusão a partir de junho
Benefício assistencial à pessoa com deficiência 45 dias 90 dias
Benefício assistencial ao idoso 45 dias 90 dias
Aposentadorias (menos por invalidez) 45 dias 90 dias
Aposentadoria por invalidez 45 dias 45 dias
Salário-maternidade 45 dias 30 dias
Pensão por morte 45 dias 60 dias
Auxílio-reclusão 45 dias 60 dias
Auxílio-acidente 45 dias 60 dias

Medida garante a análise de benefício?

Importante destacar que o prazo passará a contar a partir da entrega de todos os documentos, além de realização de todas as exigências, como a perícia médica.

Por outro lado, não a garantias de agilidade mesmo com o novo prazo do INSS.

“Como o INSS não costuma respeitar os antigos prazos administrativos, também não há confiança de que ele irá respeitar os novos, relatados nesse acordo, termina fazendo com que o trabalho demore a ter acesso ao recebimento de um direito”, afirmou ao Agora São Paulo, o advogado Rômulo Saraiva.

Ainda uma Central Unificada de Cumprimento Emergencial de Prazos deve cuidar de casos que o prazo for extrapolado.

Porém, mesmo assim, pode ser necessário entrar com uma ação judicial. Tudo isso vai depender das novas perspectivas de prazo do INSS com as alterações.

Os atrasados do INSS devem ser pagos normalmente e não há qualquer alteração prevista quanto a isso.

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Ana maria Pereira da Conceição Diz

    em novembro de 2019 eu completei 65 anos aí eu liguei 135 nó lnss e fiz o pedido do loas aí a atendentes disse que eu tinha que ir no CRAS fazer o cadastro do cadunico fui lá fiz aí eu liguei lá de novo e avisei ai eu liguei lá e Tava em análise aí eu liguei de novo Tava concluído e até agora nada aí eu liguei de novo o atendente disse que eu tinha que fazer de novo um novo pedido aí eu fiz aí eu liguei lá diz que esta concluído então eu quero saber se eu consegui e se eu vou receber por favor me ajude atenciosamente obrigada

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.