Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Os riscos do perfeccionismo no trabalho – Conheça quais são

Conhecer os riscos do perfeccionismo no trabalho é o primeiro passo para fugir do “ciclo da perfeição”, onde se busca alcançar um patamar inatingível que apenas gera frustração e cansaço. Afinal, não existe perfeição em nenhum campo de nossas vidas e, portanto, é nosso dever reconhecer isso para conseguirmos garantir uma saúde mental mais equilibrada.

A seguir, no entanto, apresentamos alguns detalhes sobre os riscos do perfeccionismo para que você consiga avaliar a sua rotina e a partir disso tomar decisões inteligentes. Acompanhe.

Quais são os riscos do perfeccionismo no trabalho?

Os riscos do perfeccionismo no trabalho estão envolvidos com prazos, frustrações, cansaço, dificuldades, entre outros fatores. Abaixo elencamos cada um deles. Veja:

1- Procrastinação e prazos não cumpridos

A procrastinação anda lado a lado com o perfeccionismo. Embora essa afirmação possa parecer contraditória, afinal, quem quer “tudo perfeito”, tende a começar tudo antes dos prazos, o que acontece é que a pessoa nunca acha que está bom, e com isso, fica remodelando e remodelando um projeto ou trabalho, deixando os prazos estourarem e praticando a procrastinação.

Além disso, a pessoa pode sentir que não está preparada para começar algo, deixando para depois e estourando os prazos dessa maneira.

2- Sensação de frustração recorrente

A frustração também é um dos riscos do perfeccionismo no trabalho. Afinal, você nunca consegue atingir aquele objetivo “grandioso e perfeito”, gerando aquela sensação de que não é capaz de ter bons resultados, ou de que jamais “sairá do lugar”.

Se você se sente dessa forma, fique de olho! É bem possível que você esteja caindo na cilada do perfeccionismo.

3- Dificuldades para delegar funções e tarefas

Ter dificuldades para delegar funções é outro risco do perfeccionismo no trabalho. Assim, você sobrecarrega a sua agenda e o seu dia a dia, tornando o seu trabalho muito mais exaustivo e estressante.

O medo de delegar funções aparece de maneira silenciosa, com a errônea ideia de que “ninguém faz tão bem quanto você”, gerando assim, muita frustração por não conseguir dar conta da carga de trabalho.

4- Esgotamento físico e mental

O esgotamento mental e físico também são riscos do perfeccionismo no trabalho. Você se sente extremamente cansado, e a sensação de dever cumprido nunca aparece, afinal, é possível que você nunca consiga vencer a demanda de trabalho diário ou semanal.

Por isso que delegar funções e aceitar que a perfeição não existe é fundamental para ter mais qualidade de vida no trabalho. Somente dessa forma é que você conseguirá executar as suas tarefas de uma maneira mais leve, sem sobrecarregar a sua saúde mental.

Não existe perfeição, em nenhum contexto de nossas vidas

Além de conhecer os riscos do perfeccionismo no trabalho, lembre-se também de que não existe perfeição em nenhum contexto de nossas vidas. Sempre haverá falhas, e são essas falhas que nos ensinam muitas coisas e nos diferenciam um dos outros.

Aceitar que somos falhos é uma “libertação” para a nossa vida profissional, acadêmica, social, etc. Lembre-se sempre disso e tenha uma vida mais leve e feliz.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.