Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Preço da gasolina sobe 47,49% no ano de 2021; Diz o IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados referentes ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), indicador oficial de inflação do Brasil, que registrou um acúmulo de 10,06% em 2021. A gasolina foi a que mais subiu, o que fez com que o setor de transportes puxasse sozinho a alta de 21,03% na taxa de inflação.

A gasolina sozinha apresentou uma alta de mais de 50% no período referente aos últimos 12 meses, o que significa um aumento de 2,34 pontos percentuais no IPCA.  Ele é seguido pela energia elétrica residencial, com uma variação acumulada de 31,87%, e do etanol, que subiu  62,23%.

Para Pedro Kislanov, gerente do IPCA, apesar de o valor médio do litro dos combustíveis terem apresentado um recuo no mês de dezembro, foram os que apresentaram o maior impacto no índice anual.

“Em dezembro, houve queda de 0,67% na gasolina, principalmente pela redução do preço nas refinarias no dia 15 de dezembro. E o etanol, que normalmente acompanha a gasolina, uma queda de 2,96%. Foi a primeira queda em ambos depois de sete meses consecutivos de alta”, salientou o gerente do IPCA.

Variação do IPCA por regiões

Ainda de acordo com o levantamento divulgado pelo IBGE, se for levado em conta a variação do IPCA por região do país, em Curitiba (12,73%), Vitória (11,5%), Rio Branco (11,43%), Porto Alegre (10,99%) e Campo Grande (10,92%) foram os estados com as maiores variações observadas.

Em contrapartida, Belém, com 8,1%, teve a menor variação entre as 16 regiões metropolitanas estudadas pela pesquisa. Para Pedro Kislanov, esses dados não indicam cenário de recuperação econômica.  “Ao longo de 2021, apesar de ter aumentado a demanda por serviços, principalmente no segundo semestre, com a retomada da circulação de pessoas e da mobilidade urbana, houve melhora no cenário da pandemia de covid-19”.

Mas alguns setores ainda têm sofrido bastante e, com a nova variante Ômicron, talvez alguns setores que estão em recuperação possam ter prejuízo, como, por exemplo, o de passagens aéreas, que tiveram altas bastante expressivas em setembro e outubro.” Completou o gerente do IPCA.

Ainda para Kislanov, é muito cedo para se pensar em uma retomada econômica, mesmo com a melhora na taxa de desemprego, pois o rendimento real das famílias está comprometido pela inflação.

Estimativa para o preço da gasolina em 2022

A gasolina foi o fator fundamental para o resultado da inflação brasileira no ano passado. A Petrobras destaca que para o ano de 2022, o valor do combustível depende da variação do dólar e do barril de petróleo no mercado internacional. Importante lembrar que o último reajuste feito no valor dos combustíveis na refinaria ocorreu em dezembro. Nesse caso, o valor do litro da gasolina foi reduzido em 3,13%, chegando ao preço de R$ 3,09.

Desde 2016, a Petrobras passou a adotar para suas refinarias uma política de preços que se orienta pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e pelo câmbio. Portanto, se essas duas variáveis sobem, a estatal promove um aumento do preço dos combustíveis nas refinarias.

Outra alternativa adotada pelo presidente, é negociar com o Congresso para fazer com que cada um dos 26 Estados brasileiros  fixem um valor nominal para o ICMS, imposto incidente sobre os combustíveis, inclusive a gasolina.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.