Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Planejamento Financeiro e a Renegociação de Dívidas

Um planejamento financeiro pessoal requer que viabilize a renegociação de suas dívidas, porém, deve estabelecer limites. Veja mais detalhes!

Viabilize novos hábitos através de um planejamento financeiro pessoal 

Pode ser difícil viabilizar hábitos financeiros através de um planejamento pessoal, principalmente para pessoas que se encontram com muitas dívidas.

Sendo assim, se essa for a sua realidade, ainda que você acredite que seja muito difícil sair das suas dívidas, tente iniciar o seu planejamento para que possa controlar as suas finanças, ainda que sejam considerados fatores de longo prazo.

 Primeiramente, se atualize quanto às suas dívidas. Pois, é muito importante que você saiba o quanto você realmente ganha, o quanto você gasta e o quanto você realmente deve.

Faça um mapeamento dos seus gastos financeiros atuais

Por isso, faça um mapeamento dos seus gastos financeiros atuais, bem como, verifique no site das empresas nas quais você está devendo, o valor atualizado.

Um ponto muito importante para essa análise é o site da Serasa, principalmente, porque a Serasa oferece o Feirão Serasa Limpa Nome, que além de disponibilizar os valores  atualizados de suas dívidas, ainda oferece negociações que podem ser muito interessantes, já que algumas empresas, por intermédio da Serasa, oferecem descontos de até 90% para inadimplentes.

Sendo assim, esse pode ser um bom ponto de partida. No entanto, um outro ponto fundamental dentro de um planejamento financeiro, se você estiver endividado, é limitar o valor das parcelas.

Limite valores para renegociações 

Dessa forma, dentro do seu planejamento, estabeleça um valor como um teto para que você pague suas dívidas.

Pois, caso você tenha muitas dívidas, você corre o risco de fazer várias renegociações simultâneas e criar um outro ciclo financeiro negativo, ao tentar pagar as suas dívidas. Ou seja, pode ocorrer que você consiga se endividar com suas negociações, o que não é positivo, já que gera muitas perdas.

Por isso, caso você tenha um volume elevado de dívidas, limite o valor dentro do seu planejamento e comece a pagar as dívidas que lhe oferecem um desconto maior.

Assim, conforme esses acordos forem acabando, ou até mesmo, conforme você conseguir controlar os fatores da sua rotina, você poderá fazer outros acordos.

O hábito da poupança 

No entanto, é muito importante que você pague suas dívidas. Porém, ao mesmo tempo, direcione valores para uma poupança. Ainda que você tenha a ideia de que os valores economizados através de seus hábitos, sejam valores baixos. Pois, você irá criar dois hábitos financeiros importantes, que é pagar as suas dívidas e guardar dinheiro.

Certamente, em longo prazo, quando suas dívidas diminuírem, você irá direcionar valores mais elevados para sua poupança, melhorando seu controle e deixando seu fluxo financeiro pessoal positivo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.