Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Aliados do Presidente dizem que pessoas precisam pedir Auxílio aos Governadores

Nas redes sociais, muito aliados do Presidente Jair Bolsonaro argumentaram que os protestos por Auxílio deveriam mirar os Governadores

Aliados do Presidente Jair Bolsonaro estão atentos ao que está acontecendo nas ruas neste sábado (3). Pelas informações da imprensa, várias cidades estão realizando protestos contra o Governo Federal. Entre outras coisas, os manifestantes estão pedindo um aumento nos valores do Auxílio Emergencial.

Nas redes sociais, aliados do Presidente deram as suas opiniões sobre os protestos. De maneira geral, eles acreditam que é errado pedir esse aumento para o Governo Federal. Alguns deles, aliás, afirmaram que esses manifestantes precisam cobrar esse dinheiro dos Governos dos estados.

Aliás, uma das pessoas que defendeu essa ideia foi o vereador de Fortaleza, Carmelo Neto (Republicanos). De acordo com ele, os Governadores é que teriam responsabilidade pela necessidade que os brasileiros estão tendo em receber o Auxílio Emergencial. E por isso de acordo com ele, os protestos deveriam mirar os Governos dos estados.

“A manifestação de hoje deveria estar pedindo auxílio emergencial aos governadores. Foi Bolsonaro que decretou lockdown?”, questionou ele. “Já não bastasse as vacinas, agora todos os auxílios têm que ser pagos pelo presidente também? E os bilhões que a União repassou aos estados e municípios?”, completou ele.

De acordo com informações da imprensa, as manifestações contra o Presidente Jair Bolsonaro estão pedindo uma série de reivindicações. Além do aumento do Auxílio Emergencial, eles querem também mais velocidade na aplicação das vacinas nesta pandemia do novo coronavírus.

Auxílio Emergencial

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, cerca de 39,1 milhões de brasileiros estão recebendo os valores do Auxílio Emergencial neste momento. Os montantes seguem os mesmos desde o início do programa.

São quatro parcelas de montantes que variam entre R$ 150 e R$ 375. Isso varia portanto de pessoa para pessoa. As mulheres que são mães solteiras, por exemplo, recebem o valor maior. Pelo menos é isso o que dizem as regras do programa.

Não há uma previsão para um possível aumento deste montante. O Governo Federal argumenta que não pode pagar valores maiores neste momento. Eles sempre batem na tecla do respeito com as contas públicas.

Manifestações

As manifestações deste sábado estão acontecendo pela terceira vez. Os pedidos seguem os mesmos. A grande maioria dos manifestantes afirma que os pagamentos do Governo Federal devem subir para a casa dos R$ 600.

Para quem não lembra, esse foi o patamar de repasses do Auxílio durante o ano passado. Na época, aliás, o Palácio do Planalto chegou a pagar valores até maiores, que poderiam chegar a R$ 1200 para as mães solteiras.

De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, o Governo Federal deverá prorrogar o Auxílio Emergencial por mais dois ou três meses. Segundo ele, tudo isso vai depender justamente do desenrolar da pandemia nas próximas semanas.

A ideia, aliás, é verificar como anda a situação da vacinação contra a Covid-19 no país. Alguns governadores estão prometendo que irão vacinar toda a população adulta dos seus estados até o próximo mês de setembro. Se eles cumprirem portanto essa promessa, provavelmente o Auxílio não terá uma nova prorrogação além desta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.