Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Planejamento Financeiro – Além da Reserva de Emergência

Para viabilizar o planejamento financeiro é importante direcionar seu fluxo e ir além da reserva de emergência. Veja mais detalhes!

 Seu planejamento financeiro pessoal viabiliza uma poupança e outros objetivos 

O planejamento financeiro pessoal viabiliza uma poupança e ajuda a alcançar diversos objetivos. No entanto, é necessário que repense sua relação com dinheiro e divida as suas metas pessoais em prazos para que alcance seus objetivos e atenda às suas necessidades imediatas.

Viabilizar uma poupança em caráter de reserva de emergência é uma das necessidades principais das pessoas. Principalmente, para lidar com situações externas não controláveis.

Fluxo financeiro pessoal e seus planos de vida em longo prazo 

No entanto, muitas pessoas acabam não se atentando a esse fluxo e se tornando pessoas endividadas, o que piora em uma situação de crise financeira pessoal ou externa.

 Sendo assim, é importante a elaboração de um planejamento financeiro para que possa elaborar seus planos de vida em curto, médio e longo prazo. Além disso, uma poupança pode ser feita em caráter de emergência, bem como, para outras finalidades. 

Diversificação de investimentos

Por exemplo, é possível diversificar investimentos para aumentar a rentabilidade do seu dinheiro guardado. Todavia, para que você chegue nesse ponto é importante que você reveja todo seu processo financeiro.

Independentemente se o seu objetivo for estabelecer uma poupança ou investir de outras maneiras, como através do Tesouro Direto, CDB e outras possibilidades que o mercado de investimento oferece, você precisa realizar um planejamento financeiro pessoal.

Por isso, é importante que faça um mapeamento da situação atual para que realize um controle de rotina. 

Modifique seus hábitos e faça trocas inteligentes 

Sendo assim, posteriormente poderá analisar seus hábitos de vida e verificar quais pontos podem ser modificados, sem que isso traga prejuízos ao seu estilo de vida. Já que há pequenas mudanças que você pode fazer que podem ser econômicas em longo prazo.

 Por exemplo, você pode trocar um cartão de crédito tarifado por um cartão de crédito sem anuidade, ou ainda, realizar a mesma troca referente a uma conta corrente. Já que as fintechs oferecem contas digitais , sem que você perca a usabilidade dos produtos bancários. 

Veja a poupança como um hábito 

Essas trocas podem ser econômicas, ainda que você veja essa economia como pequena. Pois, você pode direcionar esses valores economizados para a poupança e alimentar esse hábito. Já que esse é outro ponto relevante, a poupança deve ser um hábito na sua rotina para que você direcione valores e viabilize seus planos.

Essa disciplina constante modificará sua relação com o dinheiro e você poderá elaborar reservas para outras objetividades, além da reserva de emergência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.