Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

PIX Saque e PIX Troco – Entenda as Possíveis Novas Funções do PIX

PIX Saque e PIX Troco – Mais conforto ao usuário

O PIX é uma inovação no mercado financeiro que já está inserida na rotina de milhares de brasileiros. (Conheça o PIX e entenda o funcionamento das chaves PIX, bem como, suas transferências, através dos respectivos links). 

 No entanto, o BCB, Banco Central do Brasil, abriu uma consulta pública para analisar duas novas modalidades do PIX, o PIX Saque e o PIX Troco. Sendo assim, o Banco Central recebe contribuições referentes a esta consulta pública até o dia 9 de junho de 2021.

Consulta pública em andamento

Uma consulta pública é uma maneira de ouvir a opinião popular sobre decisões relacionadas à administração pública. Sendo assim, todas as contribuições são analisadas para que possam amparar a tomada de decisão final sobre o assunto, considerando o impacto da decisão na rotina das pessoas físicas e jurídicas.

O que são PIX Saque e PIX Troco?

A ideia inicial da proposta referente ao PIX Saque e o PIX Troco é que ambas as modalidades permitam às pessoas realizarem saques em espécie por meio do PIX em lojas, por exemplo.

PIX Saque

O PIX Saque permitirá que o usuário faça um PIX e receba esse valor em dinheiro físico, ou seja, na teoria você poderá ir à uma loja, fazer um PIX para o lojista e ele lhe dará o valor em espécie.

PIX Troco

 Já a ideia principal do PIX Troco é que ao realizar uma compra você possa realizar um PIX de valor maior do que o valor da sua compra. Dessa forma, o lojista devolverá o troco em espécie.

Funcionamento atual das transações e pagamentos não serão alterados

A proposta relata que o PIX Saque e o PIX Troco devem funcionar como pagamentos normais do PIX. Já que o usuário poderá realizar pagamentos por meio leitura do QR Code para os estabelecimentos. Após o pagamento ser autorizado, o recebimento do troco ou do saque será feito em espécie.

Limite de valores por usuário e possível cobrança para excedentes

A ideia do Banco Central, ao menos nesse início, é limitar o valor do saque para R$ 500 por dia, divididos entre as duas modalidades.

Atualmente, a transferência via PIX é gratuita para a pessoa física. No entanto, estuda-se que os saques gratuitos sejam limitados em até quatro saques por mês. Posteriormente, haveria uma cobrança, entretanto, não há uma definição sobre valores para essa cobrança.

É importante que o BCB analise todas as vertentes. já que é positivo para a economia a maior circulação de dinheiro. Todavia, por conta do elevado volume de cartões na rotina das pessoas, o lojista pode não ter dinheiro em espécie para viabilizar essas transações. Por isso, a audiência pública visa analisar todos os envolvidos, já que essa alteração pode envolver diversos fatores.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.