Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Número de beneficiários de planos de saúde aumentou em 2021

No início de 2020, a pandemia do novo coronavírus chegou ao Brasil causando enorme temor em toda a população. Em função disso, bateu recorde o número de brasileiros que recorreram aos planos de saúde em 2021.

No dia 27 de dezembro, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou um levantamento mostrando que houve um aumento de 2,77% no número de brasileiros que se tornaram beneficiários de planos de assistência médica durante 2021. Os adeptos aos planos de saúde privada chegaram a casa de 48,7 milhões segundo o estudo.

O levantamento realizado pela ANS também aponta que o número de beneficiários em planos de assistência médica aumentou muito, sendo o maior em cinco anos. Uma explicação para o crescimento na compra deste tipo de serviço está relacionada com as altas taxas de contágio de Covid-19 no Brasil em 2021.

Segundo a ANS “O ano começou com alta no número de adeptos já em janeiro, e a tendência se manteve, com os números apresentando crescimento contínuo nos meses seguintes. A retrospectiva mostra que o número de beneficiários em planos de assistência médica é o maior desde março de 2016.”

A alta na busca por planos de saúde mostra problemas do SUS

Para André Gasparotto, médico e coordenador da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Beneficência Portuguesa, o crescimento na demanda por planos de saúde surge como efeito do medo que foi gerado pela pandemia, que escancarou os problemas relacionados à saúde pública em todo o Brasil.

Segundo Gasparotto “Infelizmente, o direito à saúde pública ofertado pelo SUS é inferior aos serviços prestados pela saúde suplementar, de forma geral. A pandemia escancarou essa realidade. Enquanto os doentes morriam por falta de leito ou insumos hospitalares em unidades públicas de saúde, os pacientes com planos de saúde enfrentaram muito menos problemas para serem cuidados. Precisamos lutar para reduzir essa desigualdade”

A retrospectiva realizada pela ANS também levou em consideração o número de brasileiros que são adeptos exclusivamente de planos odontológicos. Segundo a agência, os beneficiários deste tipo de serviço aumentaram cerca de 9,3% quando comparado com o mesmo período de 2020, chegando a mais de 28,9 milhões de pessoas no país.

A ANS já suspendeu a venda de planos de saúde devido às reclamações

Em 2021, a ANS determinou a suspensão temporária da venda de 12 planos de saúde de quatro operadoras de planos de saúde. A suspensão ocorreu por conta das inúmeras reclamações recebidas no terceiro trimestre e começou a valer a partir do dia 17 de dezembro. A medida faz parte do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento.

A agência diz que a medida protege mais de 55 mil beneficiários, segundo ela “O objetivo da suspensão é impedir a entrada de novos usuários em planos com problemas na assistência até as operadoras apresentarem melhora no resultado do monitoramento”

Saiba quais planos tiveram as vendas suspensas:

SAÚDE SIM LTDA.:

  • Sim Essencial Empresarial R1 CC;
  • Classe Ade R1 ACC;
  • Sim Sênior ENF IND AH S/C;
  • Sim 20 Empresarial REG 1 Enfermaria SC;
  • Sim 10 Empresarial REG 1 Enfermaria SC;
  • Sim 10 Adesão REG 1 Enfermaria SC.

ORALCLASS ASSISTÊNCIA MÉDICA E ODONTOLÓGICA LTDA.:

  • PPHS — Plano Popular Hospitalar de Saúde;
  • COL por Adesão Salvador — ENF;
  • PPHS Salvador ENF;
  • COL EMP Salvador ENF.

UNIMED DO SUDOESTE COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO LTDA.:

  • Essencial Prata.

SANTA HELENA ASSISTÊNCIA MÉDICA S.A.:

  • Ouro V.

Ficam permitidos apenas o ingresso de ex-empregados demitidos ou aposentados nos contratos já vinculados aos planos de saúde suspensos, além de novos filhos e novos cônjuges.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.