Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.6/5 - (9 votes)

Novo pagamento do 14º salário pode ser liberado; veja quem vai receber

O Projeto de Lei (PL) nº 4.367, de 2020, que trata a medida foi aprovado esta semana pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poder receber um 14º salário este ano. O Projeto de Lei (PL) nº 4.367, de 2020, que trata a medida foi aprovado esta semana pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

Devido ao curto prazo, os apoiadores tentam agilizar os trâmites de apreciação do projeto. A intenção é passar por cima de todas as análises das demais comissões e enviar o texto diretamente para votação geral na Câmara dos Deputados.

Veja também: Pagamentos de atrasados do INSS: veja quem pode

A proposta do 14º salário vem sendo discutida desde o ano passado, quando o Governo Federal decidiu antecipar o pagamento do 13º salário aos aposentados e pensionistas. Segundo os defensores, os segurados devem receber um benefício extra devido a pandemia da Covid-19, visto que nenhuma política pública foi implementada a favor dos beneficiários do INSS.

Em razão disso, e de fatores relacionados as dificuldades enfrentadas pelos idosos, inclusive, diante ao risco do contágio por coronavírus, a possibilidade de viabilizar um abono extra a este público se torna importante.

Segundo o texto do projeto, o 14º salário do INSS será concedido conforme o tempo de recebimento do benefício. A previsão, caso seja aprovado, é que o abono seja liberado até janeiro de 2022. Será disponibilizado para:

  • Aposentados;
  • Pensionistas;
  • Beneficiários do auxílio-doença;
  • Beneficiários do auxílio-reclusão;
  • Beneficiários do auxílio-creche.

Em contrapartida, não terão direito ao abono quem recebe:

  • Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Pensão mensal vitalícia;
  • Auxílio-suplementar por acidente de trabalho;
  • Amparo previdenciário por invalidez do trabalhador rural.

O texto original é de autoria do deputado Pompeo de Mattos, no entanto, foi anexado ao PL número 5.641, que prevê o pagamento do abono extra nos anos de 2021, 2022 e 2023.

Vale ressaltar que mesmo aqueles que foram cortados do benefício terão direito ao 14º salário do INSS. Porém, o valor do salário será calculado de maneira proporcional ao tempo em que o cidadão recebeu o benefício no ano em questão.

Considerando o pagamento do 13º salário, caso o texto da proposta em discussão seja aprovado, será injetado cerca de R$ 50 milhões na economia do país.

14º salário e emenda no texto

Na discussão da Comissão de Finanças e Tributação, uma emenda ainda foi considerada incluída. Desta forma, a lei só pode se tornar realidade, mesmo depois de aprovada, se houver “à existência de dotação orçamentária prévia suficiente para a cobertura das despesas”. A emenda ainda pode ser derrubada quando a votação geral for realizada em plenário.

Qual o valor do 14º salário previsto?

O texto inicial propõe o limite de dois salários-mínimos por segurado, porém os valores ainda podem ser modificados por emendas antes da votação. Ou seja, ninguém poderia receber mais que R$ 2,2 mil, mesmo que o valor do seu benefício normalmente fosse superior a quantia

Quem recebe?

O texto estabelece que devem receber o 14º salário aposentados e pensionistas do regime geral de Previdência Social. Os grupos de beneficiários também podem ser incluídos ou excluídos de acordo com emendas.

3.6/5 - (9 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.