Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Novo Auxílio de até R$ 8 mil para professores. Veja quem pode receber

De acordo com as informações oficiais, auxílio vai ajudar professores a comprarem equipamentos tecnológicos para aulas

A Prefeitura da cidade de Petrolina, em Pernambuco, anunciou a criação de um novo auxílio municipal. De acordo com as informações oficiais, o programa em questão deverá beneficiar professores do município. A ideia é que eles recebam um dinheiro para conseguir comprar equipamentos tecnológicos para uso em sala de aula.

De acordo com o Prefeito da cidade, Miguel Coelho (DEM-PE), o projeto em questão está em tramitação na Câmara de vereadores da cidade. Em caso de aprovação sem alterações, o programa deverá atender algo em torno de 2,6 mil profissionais. Aí se inclui não apenas os professores, mas também os secretários da área da educação na cidade.

Segundo texto do projeto, o Auxílio em questão poderá chegar a até R$ 8 mil. Esse é o valor que vai ser pago em parcela única para os professores efetivos. Os temporários deverão receber um ciclo único de R$ 4 mil. Esse também é o montante que vai para os profissionais que trabalham como secretário em escolas da cidade.

Ainda de acordo com o texto, o objetivo é que esses trabalhadores consigam comprar equipamentos tecnológicos. Estamos falando aqui de celulares, tablets, computadores, impressoras e projetores, por exemplo. Esses materiais poderiam ajudar essas pessoas a melhorarem o nível das aulas remotas neste momento de pandemia.

“Assim que a Câmara de Vereadores aprovar, iremos providenciar o pagamento. Esse é um projeto que ajuda, principalmente, a educação, mas também a economia já que os trabalhadores da educação poderão comprar equipamentos, gerando emprego e renda”, disse o Prefeito MIguel Coelho no momento do lançamento do programa.

Auxílio municipal

Ainda de acordo com o chefe do governo municipal, o programa em questão deverá gastar algo em torno de R$ 15 milhões com esses pagamentos. Ele garante que esses recursos estariam assegurados neste momento. Então só faltaria a aprovação da Câmara.

Petrolina não é a primeira e provavelmente não será a última cidade a pagar esse benefício para os professores. É que muitos desses profissionais estão com dificuldades para darem aulas remotas neste período de pandemia.

Algumas cidades, aliás, estão criando projetos de auxílios também para alunos. É que eles também estão com muita dificuldades para acompanharem essas aulas. Muitos também precisam portanto desses programas tecnológicos.

Informais

Esse projeto de Petrolina acaba sendo diferente da grande maioria dos outros benefícios sociais de governos. É que ele não está atendendo aos informais e sim os profissionais que trabalham efetivamente.

A grande maioria dos projetos dos governos tem como foco as pessoas que não estão recebendo nenhum tipo de renda neste momento da pandemia. Não é o caso do Auxílio tecnológico da cidade pernambucana.

Em um nível nacional, o Governo Federal segue pagando o seu Auxílio Emergencial para os informais. De acordo com o Ministério da Cidadania, algo em torno de 37 milhões de pessoas estão recebendo esses repasses. Os valores, aliás, variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender do público. No caso do programa do Governo Federal, os trabalhadores formalizados não podem receber esse benefício.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.