Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Medo de errar no trabalho: O inimigo da produtividade

medo de errar no trabalho pode afetar a sua produtividade a partir do momento em que você se sente “preso” em uma angústia que não lhe deixa agir. É como se você não conseguisse sair do lugar, por medo de encontrar algo negativo lá na frente.

E embora não possamos controlar a sensação de medo, de uma maneira definitiva, podemos conviver com ela de uma forma mais saudável. Isto é, aceitar o medo é uma forma de enfrentá-lo, sem deixar que esta insegurança mande em nossas vidas.

Mas como fazer isso? Como impedir que o medo atrapalhe a sua proatividade e tomadas de decisões? A seguir você encontra algumas dicas que podem responder a estas perguntas.

Como lidar com o medo de errar no trabalho?

Lidar com o medo de errar no trabalho é fundamental para que você comece, hoje mesmo, a tomar melhores decisões e experimentar novas estratégias. Para isso, considere os apontamentos abaixo:

1- Cometer um erro não é motivo suficiente para você ser demitido

Um primeiro ponto que deve ser internalizado é que cometer um erro não é motivo suficiente para que o seu chefe lhe demita. Afinal, todos nós erramos. É a partir dos nossos erros que experimentamos algumas coisas que, mais tarde, nos trazem ensinamentos.

Portanto, se o medo de errar no trabalho surgir como uma insegurança perante o desemprego, lembre-se de que errar faz parte. E como faz parte, você não será demitido por conta disso. A demissão, para ela acontecer, precisa estar atrelada a outras questões.

2- Comece a inovar aos poucos, isso diminuirá o medo de errar

Para superar o medo de errar no trabalho, comece a inovar aos poucos. Você não precisa dar um passo muito grande, no dia a dia da corporação. Mas, comece a implementar novas ideias e estratégias, saindo aos poucos da zona de conforto, pois assim você perceberá que ao tomar novas atitudes, novos resultados podem aparecer.

3- Entenda o erro como uma aprendizagem, e não como uma punição

Como já vimos até aqui, um erro pode nos ensinar muita coisa. Afinal, ele apresenta um caminho promissor, ou um caminho que jamais deve ser seguido novamente. E isso é muito valioso.

Nessa experimentação nós podemos traçar estratégias e caminhos relevantes para a empresa e para o trabalho de maneira geral. Por isso, enxergue o erro como aprendizagem e não como uma punição.

4- Não tente encontrar justificativas e desculpas para os erros, apenas por medo de errar no trabalho

Quando você errar (e isso vai acontecer), não fique procurando justificativas ou desculpas. Assuma o erro e pondere sobre o que ele pode estar lhe ensinando. Mais vale admitir o erro e permitir-se enxergar novas oportunidades a partir dele, do que ignorar o acontecido dizendo que “nada ocorreu”.

Assumir o erro pode ser dolorido. Você pode se sentir envergonhado e, em alguns casos, com a autoestima abalada. Porém, lembre-se de que essas sensações são passageiras. Em outros momentos você errou, sentiu-se assim, aprendeu e seguiu em frente. Lembre-se disso e siga o seu caminho, sem se envergonhar.

Todos nós erramos um dia. Todos. No trabalho, na vida, nos relacionamentos, e até com nós mesmos. Por isso, o medo de errar no trabalho não faz sentido, quando consideramos a perspectiva de que ninguém é perfeito. E ainda bem que ninguém é!

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.