Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Literatura no vestibular: Terra Sonâmbula, de Mia Couto

Uma das obras mais conhecidas do escritor moçambicano Mia Couto, o romance Terra Sonâmbula foi publicado pela primeira vez em 1992. Considerada uma das melhores obras africanas do século XX, a obra conta mais de uma história e é repleta de personagens marcantes.

O autor aborda a reconstrução de Moçambique após o período da guerra civil que vivenciou. Desse modo, o adjetivo “sonâmbula” do título serve como uma referência ao país que não tinha “descanso” devido à sua realidade de conflitos.

Enredo, estrutura e personagens

O romance é composto em onze capítulos. São eles: “A Estrada Morta”, “As Letras do Sonho”, “O Amargo Gosto da Maquela”, “A Lição de Siqueleto”, “O Fazedor de Rios”, “As Idosas Profanadoras”, “Moços Sonhando Mulheres”, “O Suspiro dos Comboios”, “Miragens da Solidão”, “A Doença do Pântano”, e “Ondas Escrevendo Estórias”.

Os capítulos narram histórias de diferentes personagens que vão se entrelaçando no decorrer da narrativa. No entanto, a obra tem como personagem principal Muidinga, um garoto que perdeu a memória e deseja reencontrar os seus pais. Assim, logo no início do romance, o narrador nos apresenta Muidinga e Tuahir, um velho sábio que o encontra e que tenta ajudá-lo a resgatar a sua história.

Ambos estão andando em uma estrada, fugindo dos conflitos da guerra civil em Moçambique, quando encontram um diário junto ao cadáver de um menino. O diário é de Kindzu, um menino abandonado pela mãe que narra a sua vida em cadernos. Assim, conhecemos a sua trajetória com o pai alcóolatra, Taímo, e outros personagens como Junhito, seu irmão, Tia Euzinha e Farida.

A narrativa da trajetória de Muidinga e de Tuahir se mistura com a narrativa da vida de Kindzu e as histórias acabam se conectando no final do romance.

Assim, a obra traz dois planos: presente e passado. O romance é escrito em prosa poética e mistura diversos gêneros. A narrativa poética de Mia revela os horrores da guerra no país. Além disso, o autor faz uso do realismo mágico e mescla realidade e fantasia.

Sobre o autor

Nascido em Moçambique, em 1955, António Emílio Leite Couto é o escritor moçambicano mais conhecido dos brasileiros. Mia Couto é dono de uma bela obra de prosa poética e é aclamado por diversas obras de sucesso. Entre elas figuram O Fio das Missangas (2004), Estórias Abensonhadas (2003), e Terra Sonâmbula (1992).

O autor já recebeu o Prêmio Camões e o Prêmio Neustadt, considerado como o “Nobel Americano”. Desse modo, Mia Couto é um dos autores contemporâneos mais importantes da literatura de língua portuguesa.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia Como citar de acordo com as regras da ABNT.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.