Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

INSS começa a pagar este mês a segunda parcela do 13º salário. Veja o calendário

A segunda parcela do 13º salário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) já tem data para começar. De acordo com o órgão, os aposentados e pensionistas receberão o abono extra a partir do dia 25 de maio. A princípio, os pagamentos serão feitos junto com os benefícios referentes a maio.

De acordo com o calendário de pagamentos, o benefício será pago entre 25 de maio e 07 de junho. Atualmente, mais de 30 milhões de segurados recebem o benefício.

Você vai gostar de ver:

Novo lote do Auxílio Emergencial deve ser pago ainda neste mês

14º salário com pagamentos em 2022?

Como funciona o 13º salário antecipado do INSS?

A princípio, o Governo Federal liberou o pagamento do 13º salário no mês de março. No entanto, a medida anunciada não é uma novidade. Este é o 3º ano seguido em que os segurados do INSS recebem o 13º antes das datas tradicionais, ou seja, em agosto e dezembro.

Antes de mais nada, é importante destacar que o valor da segunda parcela do 13º salário corresponde a metade do valor do beneficio mensal.


De acordo com informações do INSS, será descontado o Imposto de Renda para os trabalhadores que têm que pagar o tributo devido.

Logo, confira abaixo os calendários de pagamento dos benefícios do INSS. O cronograma de pagamentos leva em consideração o número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço.

Calendários de pagamento

Quem recebe?

Atualmente, conforme informado, são mais de 30 milhões de pessoas que contam com o direito de receber os benefícios do INSS. Desse total, mais de 60% recebem um salário mínimo. Logo, em torno de 20 milhões recebem um salário mínimo.

Antes de mais nada, é importante destacar que o trabalhador que tem direito a um salário mínimo receberá o valor de R$1.212. O valor mudou desde 1º de janeiro.

Logo, por lei, aposentadorias, auxílio-doença, auxílio-reclusão e pensão por morte pagas pelo INSS não podem ser inferiores a 1 salário mínimo.

Por outro lado, os aposentados e pensionistas que recebem benefícios acima do salário mínimo tiveram reajuste de 10,16% na remuneração. Em suma, o teto dos benefícios do INSS passou de R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22.

Veja: 

Americanas abre NOVAS vagas de emprego para todo o país

Usuários já podem reagir a mensagens no WhatsApp; confira a novidade

Como realizar a consulta do INSS?

A consulta do INSS poderá ser feita de uma maneira muito simples. Constantemente, os usuários utilizam a central de atendimento por telefone, no número 135.

No momento da ligação, o beneficiário deverá informar o número do CPF e confirmar algumas informações cadastrais, de forma a evitar fraudes. A ferramenta está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h.

O segurado também pode acessar o site Meu INSS, que conta com diversos serviços digitais do INSS. Após fazer o login, na tela inicial, basta clicar no serviço de “Extrato de Pagamento”.

Feito isso, o segurado terá acesso ao seu extrato e todos os detalhes sobre o pagamento do benefício;

Você vai gostar muito de ver:

Sua nota de R$ 50 pode valer até R$ 4 mil; veja o motivo

Serasa inicia campanha para renegociação de dívidas com o Bradesco e BB

Por último, a consulta do benefício também pode ser feita pelo aplicativo Meu INSS, disponível para download para Android iOS. Assim como no acesso pelo site, de início, é necessário fazer o login.

Portanto, todos os serviços disponíveis e histórico das informações do beneficiário serão listados.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.