Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Governo volta a pagar o abono salarial PIS/Pasep; veja quem tem direito

O benefício foi suspenso no ano passado devido ao redirecionamento dos recursos para uma nova rodada do Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm).

Após um bom tempo esperando, finalmente os trabalhadores terão acesso ao abono salarial PIS/Pasep. O benefício foi suspenso no ano passado devido ao redirecionamento dos recursos para uma nova rodada do Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm).

Veja também: Auxílio Brasil: veto de Bolsonaro ainda será analisado pelo Congresso

O novo cronograma de pagamentos deve ser divulgado ainda este mês, visto que os repasses devem ser iniciados, no máximo, até o mês de fevereiro. O abono será repassado aos trabalhadores que realizaram atividade remunerada ao menos 30 dias com a carteira assinada no ano-base.

Importante lembrar que devido a suspensão dos repasses no ano passado, é possível que os trabalhadores recebam o benefício em dobro, considerando o pagamento referente a 2020 e o de 2021.

Além disso, o valor do benefício será reajustado conforme o novo salário mínimo, de R$ 1.212. No mais, os trabalhadores receberão valores proporcionais segundo ao tempo em que realizou atividades laborais no ano de apuração. Confira:

Meses trabalhadosValor
1R$ 101,00
2R$ 202,00
3R$ 303,00
4R$ 404,00
5R$ 505,00
6R$ 606,00
7R$ 707,00
8R$ 808,00
9R$ 909,00
10R$ 1.010,00
11R$ 1.111,00
12R$ 1.212,00

 

Cabe salientar que o tempo de serviço não é o único requisito para receber o abono salarial PIS/Pasep. O direito é dado aos trabalhadores que se enquadram nos seguintes critérios:

  • Estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos com carteira assinada no ano-base;
  • Ter exercido atividade remunerada para pessoa jurídica, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração;
  • Ter seus dados informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.

O pagamento do abono salarial é divido em dois grupos, sendo o Programa de Integração Social (PIS), direcionado aos trabalhadores da iniciativa privada, cujas parcelas são liberadas pela Caixa Econômica Federal (CEF), e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), voltado aos servidores públicos e gerenciado pelo Banco do Brasil (BB).

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.