Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Gás de cozinha e gasolina ilegais são apreendidos no Sul do Brasil

Com a alta dos preços da gasolina e gás de cozinha (GLP) no Brasil, o número de apreensões por revendas ilegais tem aumentado. O maior número de apreensões vem ocorrendo em cidades do Sul do país, região de fronteira com a Argentina, informou a Receita Federal.

“O aumento dessa atividade criminosa se deve, principalmente, aos preços atrativos do produto. O litro do combustível na Argentina está em torno de R$ 3 e a carga de gás em torno de R$ 25. Esses preços fazem com que os criminosos tragam grande quantidade para a revenda”, explicou o delegado da Receita Federal, Mark Tollemache.

Apreensões de mercadorias ilegais

De acordo com o delegado da Receita Federal, a operação instituída com o objetivo de frear o comercio ilegal desses produtos tem surtido efeito. Até o momento já foram apreendidos mais de 600 litros de gasolina, bem como dezenas de botijões de gás.

Somente no último domingo (31), foram apreendidos oito botijões na cidade de Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná. A Receita Federal explica que o transporte e comercialização irregular dessas mercadorias pode causar graves acidentes com explosões, colocando em perigo a população.

Alta no preço dos combustíveis

Segundo dados disponibilizados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina comum nos postos de combustíveis subiu pela quarta semana consecutiva. Nos últimos dias, o aumento foi de 3,1% e elevou o valor médio da gasolina para R$ 6,56 o litro.

Essa alta reflete a decisão anunciada dia 25 de outubro pela Petrobras, quando houve mais um reajuste no valor da gasolina e do diesel vendido nas refinarias da companhia. Além do aumento dos combustíveis citados anteriormente, a Petrobras pontuou que o preço do GLP (gás liquefeito de petróleo) é o maior do século.

Atualmente o botijão de 13kg tem ultrapassado os R$ 100. Além da alta nos combustíveis, a inflação tem aumentado o preço dos alimentos básicos no dia a dia dos brasileiros, de forma que a fome atinge hoje 9% da população brasileira, diz levantamento da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan).

Entenda o Auxílio Gás

O Projeto de Lei nº 1374/21, de autoria do deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) e coautoria de diversos parlamentares do PT propõe que seja concedido um auxílio gás. O auxílio visa custear 50% do valor do GLP (botijão de 13kg) a cada dois meses durante os próximos cinco anos.

“Ele é muito importante e chega em um momento que a população brasileira mais precisa. São 125 milhões de brasileiros e brasileiras com dificuldade de acesso à alimentação digna, as pessoas voltaram a cozinhar com lenha, com combustíveis, com inflamáveis, as pessoas estão se acidentando, teve pessoas que chegaram a óbito. O Congresso Nacional não podia ficar inerte a esta situação, teria que tomar uma providência”, disse o deputado Carlos Veras.

Apesar da importância do Auxílio Gás para a população mais vulnerável economicamente, a Federação Única dos Petroleiros afirma que a principal causa para o aumento no preço dos combustíveis é o PPI implementado durante o governo Temer.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

1 comentário
  1. Jociel da Silva Diz

    Engraçado esse nosso país ao invés de fazer algum projeto pra baixar o valor dos combustíveis e gás de cozinha eles estão simplesmente fazendo operação pra poder apreender essa mercadoria e colocar mais a população brasileira no fundo do poço

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.