Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Filosofia Contemporânea: pensadores e características

Filosofia Contemporânea: aquilo que você deve saber

A filosofia contemporânea é um assunto extremamente cobrado por questões de filosofia nas mais variadas provas, com um destaque para as dos vestibulares e para a do ENEM

Ainda, você pode também utilizar as características dos pensadores de filósofos desse movimento como repertório na sua redação.

Vamos conhecer, a seguir, a definição de filosofia contemporânea e os principais tópicos dos pensamentos de grandes pensadores da época.

Filosofia Contemporânea: Introdução

A chamada Filosofia Contemporânea agrupa diversos pensadores que possuem como característica comum o predomínio da razão em suas teorias. 

O movimento se inicia no século XVIII, momento em que também podemos observar o início da Idade Contemporânea, com a consolidação de duas importantes revoluções: a Revolução Francesa e a Primeira Revolução Industrial.

Filosofia Contemporânea: Principais pensadores

Friedrich Hegel (1770-1831): Hegel foi um filósofo alemão que é considerado um dos criadores do que se convencionou chamar de idealismo absoluto. A sua principal obra é “A Fenomenologia do Espírito”, que transformou o estudo da filosofia tanto na Alemanha como no mundo.

Arthur Schopenhauer (1788-1860): Sua principal obra, “O mundo como vontade e representação”, apresenta a teoria desse pensador sobre as maneiras com as quais os seres humanos conciliam a vida real e as próprias vontades. Schopenhauer fez parte da chamada corrente existencialista da filosofia. Ainda, as suas teorias se basearam fortemente no pensamento de Immanuel Kant e no movimento idealista.

Auguste Comte (1798-1857): A doutrina do positivismo foi elaborada por este filósofo francês. Comte é considerado, ainda, o “pai” da Sociologia.

Karl Marx (1818-1883): Marx foi um historiador, filósofo, sociólogo e economista, conhecido internacionalmente pelos seus diversos livros. Entre as suas principais obras, podemos destacar duas: “O Manifesto Comunista”, publicado no ano de 1848, durante a Primavera dos Povos, e “O Capital”. O pensador defendia a necessidade da luta de classes para colocar um fim à luta de classes.

Friedrich Nietzsche (1844-1900): Nietzsche foi um filósofo, filólogo, crítico cultural, poeta e compositor. Em seus textos, o pensador criticou a religião, a cultura e a moral de seu tempo. Gostava das máximas que explicavam um princípio moral e se utilizava também de ironias e metáforas em seus escritos. Além disso, para o filósofo o ser humano deveria abandonar os dogmas, na chamada morte dos ídolos.

Martin Heidegger (1889-1976): Heidegger foi um professor universitário alemão, considerado um dos maiores pensadores do século XX. Iniciou sua carreira no estudo da teologia para apenas depois se dedicar à filosofia. Foi o principal representante alemão da filosofia existencialista.

Jean Paul Sartre (1905-1980): Sartre foi um apoiador das causas políticas de esquerda, acreditando que os artistas deveriam assumir um papel ativo na sociedade. O filósofo é um dos representantes do existencialismo. Dentre as suas principais frases, podemos citar “a existência precede a essência”.

Theodor Adorno (1903-1969): Filósofo, sociólogo e crítico musical alemão, Adorno foi um dos fundadores da chamada Escola de Frankfurt, que revolucionou o modo de pensar do século XX. O filósofo acreditava que a cultura possuía uma nobre missão e que os intelectuais seriam capazes de modificar a sociedade. O pensador foi o responsável por elaborar o conceito de “indústria cultural”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.