Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Falta de movimentação do Auxílio pode gerar retorno do dinheiro. Entenda

De acordo com as regras do Auxílio Emergencial, a falta de movimentação do dinheiro pode fazer com que dinheiro volte para o Governo

O Governo Federal começou nesta quinta-feira (1) a liberação dos saques da terceira parcela do Auxílio Emergencial. O dinheiro está ficando disponível para os informais que nasceram em janeiro. Pouca gente sabe, mas eles têm um prazo para movimentar a quantia antes que o mesmo volta para a União.

Explica-se: de acordo com as regras do Auxílio Emergencial, o dinheiro que cai na conta do beneficiário pode voltar para o Governo. Para que isso não aconteça, o trabalhador tem um prazo de 120 dias para fazer a movimentação da verba. Se ele não fizer isso, o Planalto vai considerar que ele não quer mais a quantia.

Nessa situação, o dinheiro volta para os cofres públicos e a pessoa passa por um cancelamento da conta. Não há qualquer tipo de punição nestes casos. O Governo vai apenas entender que esse cidadão não precisa da soma. Afinal, ele não mexeu na quantia em questão por um bom tempo.

Movimentar o dinheiro não significa dizer que a pessoa precisa gastar o valor. Muito menos gastar tudo. Basta uma movimentação simples para que o Governo entenda que existe alguém usando aquela quantia de alguma forma. Uma simples transferência ou um simples saque resolve toda essa situação.

Vale lembrar que esse prazo de 120 dias começa a contar do dia da liberação do dinheiro digital, e não da data da liberação do saque. Então é importante atentar para esses números para não acabar ficando surpreso depois. São quatro meses depois que o Governo colocou a quantia na conta do brasileiro.

Primeiro grupo em agosto

É importante frisar também que, por essa lógica, o Planalto não pegou de volta o dinheiro de ninguém que recebeu o Auxílio Emergencial ainda. É que vale lembrar que os repasses do benefício ainda não completaram 120 dias.

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, os pagamentos do programa este ano começaram ainda no último mês de abril. Então de fato o Governo só vai começar a pegar de volta o dinheiro de quem não movimentou no próximo mês de agosto.

Vale lembrar, no entanto, que nós estamos em julho. Então é importante ficar atento. Aquelas pessoas que precisam do dinheiro mas que, por algum motivo, ainda não movimentaram a quantia, precisam fazer algum tipo de movimentação para mostrar para o Governo que querem a soma.

Auxílio Emergencial

Muita gente pode estar se perguntando se existe alguém que não está movimentando o dinheiro do Auxílio. É que parece estranho acreditar que algumas pessoas estejam preferindo não mexer no montante.

No entanto, julgando pelo que aconteceu no ano passado, dá para dizer que muitas pessoas estão fazendo exatamente isso. É que uma parte da população não precisa mais do dinheiro como precisou no ano passado.

Além disso, uma parcela importante dos beneficiários nem sabe que tem direito a receber o programa este ano. Vale lembrar que o Governo não abriu inscrições para o projeto na versão de 2021. Então algumas pessoas podem nem saber que estão ganhando de novo. E por isso, deixaram de movimentar o dinheiro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.