Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Vestibular: Conheça a obra Quarenta Dias

Entre as obras literárias contemporâneas cobradas nas listas de livros de diversos vestibulares figura a obra Quarenta Dias, livro da escritora brasileira Maria Valéria Rezende.

Vencedor do Prêmio Jabuti 2015, a obra em prosa narra alguns episódios importantes da vida da paraibana Alice, que é também professora aposentada e mãe.

A história é narrada pela própria Alice, que escreve em um caderno velho com uma boneca na capa todas as suas aventuras e desventuras após se mudar para a cidade da filha Norinha, que deseja ter um filho sem abdicar do trabalho.

Desse modo, Norinha convence a mãe a deixar o Nordeste e ir morar perto dela em Porto Alegre, para cuidar do neto quando nascer. A mudança, contudo, faz surgir em Alice sentimentos inquietantes, em decorrência do clima, da impessoalidade de seu novo apartamento, que foi mobiliado por outra pessoa, e da saudade que sente de sua antiga vida.

A trama deslancha mesmo quando Alice fica sabendo que sua filha e seu marido se ausentarão de Porto Alegre cerca de 8 meses. Tal mudança em decorrência de uma oportunidade acadêmica na Europa, logo nos primeiros dias após sua mudança.

Com isso, Alice se tranca completamente em casa por uma semana. Só decide sair após a ligação de uma vizinha que lhe pede ajuda para encontrar o filho desaparecido de uma desconhecida. Esse rapaz teria se mudado para Porto Alegre a trabalho, e sua mãe perdera o contato com ele.

Desse modo, Alice sai pelas suas de Porto Alegre procurando o rapaz. Durante dias e semanas, a professora aposentada vaga pela cidade sem retornar à casa sequer para banhar-se.

Quarenta Dias, uma das principais obras de Rezende, consiste, desse modo, nas aventuras de Alice que chegou até a ser confundia com mendigos na sua peregrinação. Assim, a mãe de Norinha chegou a dormir em praças, rodoviárias, hospitais, estabeleceu laços com outros nordestinos e resgatou uma parte de si.

Desse modo, a obra nos permite refletir sobre o papel do idoso na nossa sociedade, bem como sobre a vivência de nordestinos que migram para outras regiões do país.

Gostou deste artigo? Comente aqui.
Veja também Vestibular: Conheça a obra Quarto de Despejo.

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?