Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

É possível acumular Auxílio Brasil, vale-gás e a Tarifa Social de Energia Elétrica? Veja

De acordo com relatos nas redes sociais, muita gente está com dúvidas sobre a questão do acúmulo dos auxílios do Governo Federal

O Governo Federal deve começar na próxima semana os pagamentos do seu vale-gás nacional e do seu Auxílio Brasil. No final do mês, eles também deverão enviar as contas de energia com os descontos da Tarifa Social. São portanto três programas sociais funcionando ao de modo simultâneo neste mês de janeiro.

Diante desse cenário, algumas pessoas estão perguntando se vai ser possível acumular os três benefícios de uma só vez. Afinal, é possível que um mesmo indivíduo receba ao mesmo tempo o vale-gás nacional, o Auxílio Brasil e também receba o desconto na conta de luz no final do mês? De acordo com o Ministério da Cidadania, a resposta é sim.

Em primeiro lugar, é importante dizer que a Tarifa Social de Energia Elétrica é um programa independente que não tem qualquer relação nem com o Auxílio Brasil e nem com o vale-gás. Na verdade, esses descontos existem desde antes do surgimento desses projetos. Logo, o recebimento de um não anula o do outro.

Em segundo lugar, é importante dizer também que o Governo Federal vai acabar usando o vale-gás como uma espécie de complemento do Auxílio Brasil. Os dois são programas diferentes na teoria. Mas na prática, a tendência é que apenas os usuários de um acabem recebendo o do outro.

Então vai ser possível que uma mesma pessoa receba  os três benefícios simultaneamente. Dessa forma, esse usuário poderia passar a receber em janeiro no mínimo R$ 452. Sendo que R$ 400 seria do Auxílio Brasil e os outros R$ 52 do vale-gás nacional. Além disso, ele também contaria com o desconto da Tarifa Social.

Valores do auxílio poderão variar

Só que vale sempre lembrar que o valor desses acúmulos tende a variar a depender de cada pessoa. No Auxílio Brasil, os pagamentos mínimos são de R$ 400. Entretanto, alguns beneficiários poderão receber mais do que isso.

No vale-gás, os valores são fixos para todo mundo que recebe. Para este mês de janeiro, todos os usiários do programa receberão o valor de R$52. Mas esse patamar pode mudar nos próximos pagamentos, uma vez que tudo vai depender da média nacional do preço do botijão de 13 kg.

A Tarifa Social de Energia Elétrica também não tem descontos fixos. Tudo vai variar de acordo com o seu grau de gasto de eletricidade. Em resumo: quem gasta menos, vai ter um desconto maior e vice-versa.

Críticas

Para quem já faz parte desses programas sociais, a notícia da possibilidade de acúmulo é boa. Afinal, esses cidadãos poderão ter mais benefícios e nesse momento de aumento da inflação, sabe-se que qualquer ajuda é bem vinda.

Contudo, para quem não está em nenhum programa social, essa certamente não é uma boa notícia. Isso porque se entende que alguns usuários poderão receber até três benefícios de uma só vez, enquanto ao mesmo tempo alguns podem ficar sem nada.

De acordo com o próprio Ministério da Cidadania, cerca de 20 milhões de brasileiros que estavam no antigo do Auxílio Emergencial seguem sem nenhum tipo de aporte financeiro social desde o fim do programa há quase três meses.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.