Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Dívida vencida: quais as consequências de não pagar?

Veja o que o Serasa fala sobre isso

Infelizmente, passar por um período de turbulência financeira é uma ocorrência comum que pode acontecer com qualquer pessoa. O espectro da dívida vencida é predominante à medida que a economia vai e vem.

Em momentos mais delicados, as contas se acumulam e não podem ser pagas em dia. O nome do consumidor é negativado e inicia-se o processo de cobrança. Descubra com a matéria do Notícias Concursos desta segunda-feira (25) o que acontece quando as dívidas vencidas e veja se elas realmente caducam.

O que acontece com as dívidas vencidas? Elas podem caducar?

O prazo de vencimento refere-se ao prazo prescricional de uma dívida, ou seja, quando ela se torna ineficaz. Na prática, porém, não é assim. Nenhuma dívida caduca, mas o nome do devedor pode ser retirado em uma agência de proteção ao crédito, como a Serasa. Ainda assim, o registro de inadimplentes permanece, principalmente se houver alguma dívida bancária.

Quanto tempo demora para a dívida prescrever?

Normalmente, o prazo de prescrição é de 5 anos após o vencimento da dívida. No entanto, não é correto não cobrar dívidas após esse ponto. Imagine como seria se as dívidas fossem esquecidas porque estavam vencidas. Muitos usarão isso a seu favor e simplesmente não seguirão o protocolo.

O que acontece é que o beneficiário retira o nome do devedor de sua lista de cobrança. Esta é uma decisão legal, e quando isso acontece, varia em cada situação. Mas, não se engane. Mesmo após o término da cobrança, a dívida permanece e o credor tem direito ao valor devido. Quando as tentativas de negociação amigável se esgotaram, os cidadãos inadimplentes começaram a ser acusados ??na justiça.

Dívida vencida: quais as consequências de não pagar?
Dívida vencida: quais as consequências de não pagar? – Canva Pro

O que acontece com as dívidas: veja os prazos praticados pelas empresas

Se você estiver inadimplente, fique atento a um período de tempo em que as negociações amigáveis ??podem terminar. A partir daí, a dívida é transferida para a esfera judicial:

  • 1 ano – Dívida incluindo despesas de alojamento e seguro;
  • 3 anos – Dívida e empréstimo de arrendamento de imóvel;
  • 5 anos – Dívida de cartão de crédito, cheque especial, boleto bancário, impostos e plano de saúde;
  • 10 anos – Telefone, contas de serviços públicos.

Ademais, os prazos acima se aplicam à pessoa que leva o caso ao tribunal. Os prazos também se alteram se um acordo ou negociação se firmar. Vale ressaltar também que as empresas de cobrança sempre preferem uma saída amigável. Com esse protocolo, obtêm-se bons resultados mais rapidamente. Esta é também a melhor saída para os devedores. Dependendo da situação da dívida vencida, evita-se a dor de cabeça do litígio ou mesmo da penhora de bens.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.